Novos nomes, velhos costumes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novos nomes, velhos costumes

Composição do Senado foi renovada, velho raposão Renan, derrotado para presidência, mas 8 dos 11 membros da Mesa são investigados pela Polícia e na Justiça, ou seja, é muito cedo para falar em nova política.

José Nêumanne

08 de fevereiro de 2019 | 11h30

Terceiro vice Flávio Bolsonaro cochicha no ouvido do presidente do Senado, Davi: investigados. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A eleição de outubro renovou a composição do Senado Federal e o macaco velho Renan Calheiros foi substituído na presidência, mas dos 11 membros da Mesa que dirige seus trabalhos oito são alvos de investigações pela polícia e pela justiça. Entre eles é possível destacar o próprio presidente, Davi Alcolumbre (DEM-RO), que também preside o Congresso Nacional, e o terceiro vice-presidente, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, que ganhou a eleição presidencial com um discurso renovador e moralizante. Infelizmente os hábitos da chamada velha política são praticados a pretexto dos bordões de sempre: “confio na Justiça” e “isso é perseguição”. Dá um desânimo!

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para o comentário de 8 de fevereiro de 2019

 

1 – Haisem – Cúpula do Senado reúne 8 alvos de investigações policiais

 

2 – Carolina – 12 senadores mudam de partido e alteram composição de força partidária na Casa

 

3 – Haisem – Moro diz que caso Lula pertence ao passado

 

4 – Carolina – Ciro é vaiado na UNE e repete Cid: Lula está preso, babacas

SONORA_CIRO LULA 0802

 

5 – Haisem – Bolsonaro volta a ter febre e é diagnosticado com pneumonia

SONORA_PORTA VOZ 0802

 

6 – Carolina – Bolsonaro critica patrocínio da Petrobrás à cultura

 

7 – Haisem – Número de mortos chega a 157 em Brumadinho e Justiça manda Vale restituir 13,5 milhões de reais ao Estado de Minas

 

8 – Carolina – Coronel José Vicente aplaude pacote de Moro e diz que Bolsonaro elevou segurança à prioridade, como nenhum fez antes, na entrevista da semana ao Blog do Nêumanne

 

 

Tendências: