Vale na berlinda

Vale na berlinda

Apesar de privada, empresa mantém em sua composição acionária capitais públicos brasileiros na joint venture da mineradora australiana com BNDES e na participação do Previ, fundo de pensão do BB

José Nêumanne

28 de janeiro de 2019 | 18h36

Soldados israelenses juntam-se a bombeiros brasileiros na difícil busca de vítimas da lama de rejeitos minerais de Brumadinho. Foto: Wilton Jr./Estadão

O general Mourão avisa que gabinete de crise de Brumadinho estuda afastamento da diretoria da Vale. Nada mais justo. Afinal de contas, Bolsonaro e Zema não têm culpa nenhuma a purgar por causa do estouro da barragem do Córrego do Feijão, mas agora têm compromisso inarredável contra impunidade dos responsáveis pelo desastre e não terão como escapar de eventual desgaste de imagem caso alguma outra represa repita o incidente de sexta-feira. Não podia ser pior hora para advogado Bermudes responder a tweet sem nexo de Renan com declaração insensível absolutamente imprópria no momento de dor e comoção em que episódio mantém País. Em outro tweet, Renan tentando manter-se à tona para voltar à presidência do Senado, lembrou agonia de Tancredo ao se referir a cirurgia a que presidente foi submetido numa demonstração de cafajestice e falta de caráter. Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, compartilhe no Facebook e no Twitter, inscreva-se no meu canal e clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos. Direto ao assunto. Inté. E Deus é mais.

Para ver o vídeo no Youtube clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.