Um trapalhão na educação
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um trapalhão na educação

Em vez de enfrentar, como devia, o desafio de tirar educação brasileira do fundo do poço onde a atirou o PT, ministro Vélez Rodríguez dedica-se a protagonizar polêmicas bizarras sobre temas menores

José Nêumanne

27 de fevereiro de 2019 | 07h16

Vélez Rodríguez enfrenta protesto de estudantes contra sua sugestão de filmar alunos repetindo slogan de Bolsonaro na campanha. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ministro Ricardo Vélez Rodríguez deu mais uma pincelada no autorretrato de trapalhão na educação, ao produzir a enésima batatada na condução de uma pasta que demanda competência no desempenho e postura serena num governo que se propõe a corrigir os erros cometidos no passado pela militância esquerdista do PT. Ele mandou um e-mail a escolas públicas e privadas do País sugerindo que seus diretores e servidores reunissem os alunos em fila diante da bandeira para cantar o Hino Nacional e depois gravassem mensagens em vídeo para encaminhar aos burocratas que ele nomeou para o ministério tecendo loas ao Brasil “novo” e recitando slogan de campanha de Bolsonaro. Depois, recuou. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 27 de fevereiro de 2019.

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no player

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: