As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um desastre para o governo

Convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar na Câmara cortes das universidades teve apoio de 307 deputados, um a menos do total necessário para aprovar reformas como a da Previdência

José Nêumanne

15 de maio de 2019 | 07h02

Centrão e esquerda juntos levaram 307 deputados a convocarem ministro da Educação, Abraham Weintraub, a dar explicações na Câmara sobre cortes nas universidades. Foto: Rafael Carvalho/Divulgação/ Governo de transição

Numa articulação relâmpago ontem, a esquerda e o Centrão acertaram a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para dar explicações na Câmara sobre os cortes nas verbas para as Universidades. Em mais uma evidente demonstração de absoluta fragilidade do governo, desta vez não deu nem para adotar aquela desculpa absurda de que a parada teria sido ganha com o PSL votando junto. O partido de Bolsonaro levou uma surra assustadora, pois o requerimento foi aprovado por 307 deputados, um a menos do número necessário para aprovar uma reforma constitucional, caso da Previdência. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 15 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player

Tendências: