As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trump e Bolsonaro governam para os seus

Vitória do democrata na eleição dos EUA tranquiliza mercado e parceiros porque restaura conceito democrático de governar para todos, enquanto derrotado trata quem não votou nele como inimigo

José Nêumanne

09 de novembro de 2020 | 22h07

Como Trump e ao contrário de Biden, que prometeu governar para todos, Bolsonaro governa apenas para um pequeno grupo de prosélitos e para livrar os filhos de problemas com a polícia e a justiça. Foto: Susan Walsh/AP Photo

Joe Biden disse no discurso da vitória que será presidente de todos os norte-americanos. A afirmação deu o tom da disputa nos EUA: Donald Trump governa para sua grei, assim como Bolsonaro no Brasil. O republicano ganhou a disputa eleitoral em 2016 pelas regras que agora abjura, no sistema eleitoral que agora condena e chama de corrupto. Mais do que ele seu idólatra, o brasileirofez pior: tomou bandeiras que estavam do outro lado de sua atuação na direita defensora de violência, armamentismo, negacionismo, charlatanismo e anti-imunização para se eleger para presidir para todos os brasileiros cansados de sustentar corrupção e privilégios da ditadura das organizações criminosas partidárias e assumiu um governo com o objetivo de livrar filhos e amigos de processos legais por crimes que foram e continuam sendo cometidos.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

Assuntos para comentário na segunda-feira 9 de novembro de 2020

1 – Haisem – Trump sofre pressão para ceder, Biden traça transição – Este é título de primeira página na edição impressa do Estadão hoje. Que conseqüências poderá trazer para o governo brasileiro essa derrota na eleição presidencial de terça-feira e o fato de o presidente dos Estados Unidos não tê-la reconhecido

2 – Carolina – Quais razões tem a defesa do senador Flávio Bolsonaro para apresentar queixa-crime contra os apresentadores do Jornal Nacional, da Globo, William Bonner e Fátima Vasconcelos, por terem noticiado o depoimento-chave da testemunha do caso do peculato na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Laura Souza Paes

3 – Haisem – Sem luz, áreas do Amapá viram zonas de guerra – Este é título de chamada de primeira página da edição impressa do jornal hoje; O que você tem a dizer sobre a tragédia do apagão naquele Estado do Norte do País e a incapacidade do governo federal de evitar suas conseqüências nefastas para a população local

4 – Carolina – Quais são os temas mais relevantes do vídeo da série Nêumanne entrevista Mary Del Priore, publicado em seu canal do YouTube  desde sábado, à tarde, e noticiado no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão sob o título Del Priore destaca a voz das mulheres

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.