As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trama contra Lava Jato treme

Turma da cúpula do Judiciário que combate Lava Jato com medo de chegar dia de atender a um agente federal à porta de casa agora tem motivos para temer eventual delação premiada de Diniz, da Fecomércio Rio

José Nêumanne

09 de dezembro de 2019 | 21h51

Ex-todo poderoso da Fecomércio do Rio, Orlando Diniz, negocia delação premiada que assusta cúpula do Judiciário contra Lava Jato. Foto: Wilton Júnior/Estadão

Orlando Diniz, ex-todo-poderoso da Fecomércio do Rio, preso em 2018 e solto, adivinhe por quem, Gilmar Mendes, retomou as conversas com a Lava Jato rumo a uma delação premiada explosiva, que faz tremer todos os figurões do Judiciário que têm muito a temer. Ele despejou 180 milhões de reais em bancas de advocacia grã-finas e agora se dispõe a contar tudo o que sabe a respeito de propinas pagas a figurões das cortes mais altas do Judiciário. Há quem aposte que ele tenha participado de altas negociatas com bancas de advogados de parentes próximos dos tribunais. E, no fim do vídeo, atendendo a pedidos, vou indicar boas leituras. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: