Tom e Jerry na eleição
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tom e Jerry na eleição

Após ver derrotada no TSE por 6 a 1 sua tentativa de submeter cúpula do Judiciário brasileiro a caprichos de 2 de 18 peritos do comitê de Direitos Humanos da ONU, PT mantém Lula na propaganda para testar plenário da corte

José Nêumanne

04 Setembro 2018 | 07h01

Entre Gleisi e a mulher, Haddad deixa PF em Curitiba após encontro com Lula após decisão do TSE. Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

Lula, Haddad e o PT brincam de gato e rato com a Justiça. O TSE engoliu a isca ao tratar com seriedade o argumento do petista de exigir do “Brasil”  cumprimento de sugestão de 2 dos 18 peritos de um comitê de direitos humanos da ONU para permitir a candidatura do ex-presidente na eleição de outubro até que transite em julgado sua condenação em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão por crimes comuns de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, suspendendo determinação da Lei da Ficha Limpa, de iniciativa popular, que proíbe eleição de condenado por colegiado. Mesmo impugnado o registro pelo TSE, Lula está na propaganda eleitoral para “testá-lo”. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no ar desde 6 horas da terça-feira 4 de setembro de 2018.

Para ouvir clique aqio e, em seguida, no play