Tolerância zero

Tolerância zero

Podridão da política mandando no ministério compromete posição do Brasil no mercado da carne

José Nêumanne

21 de março de 2017 | 10h25

Maggi: ministro de Temer pode ser esmagado na Lava Jato Foto Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Maggi: ministro de Temer pode ser esmagado na Lava Jato Foto Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os efeitos comerciais da Operação Carne Fraca da PF são terríveis, mas não justificam as críticas à Polícia Federal, que agiu neste caso como a força tarefa da Lava Jato, embora o fato de a operação ter como sede Curitiba como a Lava Jato seja mera coincidência. Com a globalização, a concorrência no mercado internacional exige tolerância zero em matéria sanitária. O uso desse tipo de argumento das barreiras sanitárias não é novo e nossa agroindústria já devia ter se adaptado a ele. Se esse tipo de contaminação tivesse provocado algo mais sério no mercado consumidor, inclusive no brasileiro, que é o maior de todos os compradores de nossa carne, o impacto poderia ter sido ainda mais negativo.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na terça-feira 21 de março de 2017)

Para ouvir clique aqui

Para ouvir Pistom de gafieira com Jorge Veiga clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.