Toffoli injuria democracia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Toffoli injuria democracia

Ao dizer que não aceita críticas ao Poder Judiciário, que chefia, Toffoli fere de morte direito inalienável de liberdade de opinião do cidadão e tenta negar responsabilidade de transparência de sua grei

José Nêumanne

01 de abril de 2019 | 21h06

Toffoli na abertura do ano do Congresso, ao lado de Maia, Lorenzoni, Dodge e Alcolumbre, por cima da carne seca. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, cometeu suprema injúria contra um dos pilares da democracia, o direito à plena liberdade de expressão da cidadania, ao dizer em público que não aceita críticas ao Poder Judiciário, que chefia. A pretensão que demonstrou de transformar uma instituição que tem a pomposa definição de suprema num status divino de inatingível e acima de qualquer suspeita nega a própria natureza da Justiça, que, ao contrário do que, em sua reconhecida e nunca negada falta de mínimo “saber notório”, deve primar pelo princípio da absoluta transparência, e nunca da blindagem com que pretende proteger seus nobres pares da vigilância da sociedade, que ele confunde com ira.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da segunda-feira 1.º de abril de 2019

1 – Haisem – Por que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, se acha no direito de “não aceitar” críticas ao Poder Judiciário

2 – Carolina – Qual é a necessidade de um pacto entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário para que o Brasil supere a crise e marche para o desenvolvimento, como tem insistindo o mesmo Toffoli

3 – Haisem – Que cargas d’água permitem que o presidente Cauê Macris, do PSDB, e o primeiro secretário Enio Tato, do PT, driblem as normas e multipliquem por sete o número de assessores do gabinete de um deputado estadual para recompensá-lo pelo apoio às chapas na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

4 – Carolina – O que o presidente afastado da Vale Fábio Schvartsman fez de tanto valor em benefício da companhia para receber 40 milhões de reais de recompensa antes de se aposentar definitivamente do cargo

5 – Haisem – Por que Bolsonaro recuou de transferir a embaixada do Brasil em Israel em Jerusalém, o que prometeu na campanha, para anunciar, em sua visita, que, na verdade, vamos ter um escritório de negócios na cidade

SONORA_BOLSONARO 0104 B

6 – Carolina – Qual o significado histórico da menção feita pelo premier de Israel, Binyamin Netanyahu, sobr a atuação do embaixador Osvaldo Aranha, ao presidir na ONU a sessão em que foi criado o Estado de Israel

SONORA-NETANIAHU 0104 B

7 – Haisem – O que você acha que há de tão grave na descoberta pela Polícia Federal de que Temer teria tentado falar com Moreira Franco por WhatsApp na madrugada em que ambos seriam presos pela Lava Jato

8 – Carolina – Por que você acha importante chamar a atenção de nossos ouvintes para o vigésimo aniversário da morte do escritor Marcos Rey hoje