Tiroteio no escuro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tiroteio no escuro

Temer dá Ministério da Justiça a PMDB no dia em que PF denuncia peemedebistas na Operação Blecaute.

José Nêumanne

24 de fevereiro de 2017 | 10h15

Serraglio, futuro ministro da Justiça, preside CCJ da Câmara Foto Antonio Cruz/Agência Brasil

Osmar Serraglio, futuro ministro da Justiça, preside CCJ da Câmara Foto Antonio Cruz/Agência Brasil

É inexplicável opção de Temer por um político, e do PMDB, Osmar Serraglio (PR), presidente da CCJ da Câmara.dos Deputados para substituir Alexandre de Moraes no Ministério da Justiça. O anúncio coincidiu com a deflagração pela PF  da Operação Blecaute, 38.ª fase da Lava Jato. Nela a PF e o MPF demonstram que não lhes falta munição contra a legenda de Temer, Jucá e Renan num confronto em que um lado atira e o outro não nega fogo ao retrucar com suas balas. Renan disse que há 25 anos não vê Jorge Luz, protagonista da operação junto com o filho, Bruno. Mas o líder do PMDB e ex-presidente do Senado não explicou que papo institucional teve com o lavador de dinheiro sujo em 1992.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 23 de fevereiro de 2017, às 7h13m)

Para ouvir clique  aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.