Tá nem aí
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tá nem aí

Rejeitado por 94% da população, Temer governa com prebendas para festas e deputados fiéis

José Nêumanne

26 Julho 2017 | 12h37

De costas para o País, Temer governa e festeja com sua grei e um terço da Câmara Foto: André Dusek/Estadão.

O Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado começa com meus comentários do Direto ao Assunto abordando o fundo do poço da popularidade de Temer, Aécio, Serra e Cunha, mas o presidente não perde o ânimo para não perder o emprego; a caradura dos procuradores pedindo 16,5% de aumento, apesar da penúria geral brasileira, a subvenção federal pro carnaval do Rio; e o lançamento internacional do dançarino Maduro com Despacito. Eliane Cantanhede falou do

jantar da cúpula do DEM com Alckmin é o primeiro movimento consequente para as eleições de 2018, com o partido de Maia crescendo e aparecendo; e, também, da decisão do juiz de Brasília suspendendo o aumento de imposto da gasolina pondo o governo em sinal de alerta (mais uma dor de cabeça para Temer). Alexandre Garcia lembra que o aumento de imposto foi cancelado por duas pessoas, os procuradores têm aumento de 16% e Janot vai juntar duas denúncias em uma. Gustavo Loyola comentou o Copom e a expectativa na economia. Sonia Racy esclareceu, na coluna Direto da fonte, que Ricardo Teixeira não pode ser preso no Brasil ou extraditado para a Espanha. E Marília Ruiz, em Perguntar ão ofende, citou o caso do juiz que comemorou a própria atuação no final do jogo Grêmio e São Paulo, no Morumbi.

Para ouvir clique aqui