STJ mantém relatório do Coaf sobre Flávio

Um mês depois de ter conseguido derrubar a qujebra de sigilo bancário decretada pelo juiz, primogênito do Bolsonaro deu com burros n'água ao tentar invalidar investigação do peculato na Alerj

José Nêumanne

17 de março de 2021 | 20h40

Flávio Bolsonaro perdeu a demanda no STJ, mas nunca perde a pose sempre arrogante e tentando aparentar estar acima do bem e do mal por causa da herança paterna. Foto: Leopoldo e Silva/Agência Senado

Por 3 a 2, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu negar recurso do senador Flávio Bolsonaro contestando o compartilhamento de informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com o Ministério Público do Rio no caso das “rachadinhas”. Os relatórios foram o ponto de partida das investigações, apontando práticas suspeitas,  tais como depósitos e saques de dinheiro fracionados, envolvendo auxiliares do primogênto do presidente da República. Na sessão, a Quinta Turma negou recurso do senador, questionando a competência do juiz Flávio Itabaiana para cuidar das investigações na primeira instância. Se o pedido fosse aceito, todas as decisões tomadas por Itabaiana poderiam ser anuladas, implodindo as investigações. As decisões frustraram a defesa de Flávio Bolsonaro.

Assuntos para comentário na quarta-feira 17 de março de 2021

1 – Haisem – STJ nega pedidos de Flávio no caso das “rachadinhas” – Este é título de uma chamada no alto da primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. Por que será que a mesma Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça que anulou o sigilo bancário do primogênito do presidente da República agora manteve os relatórios do Coaf sobre as movimentações financeiras suspeitas no gabinete dele na Alerj, hein?

2 – Carolina – MPF apura possível crime de tráfico de influência de Jair Renan com mineradora – Este é o título de notícia publicada nesta segunda-feira na editoria de Política do Portal do Estadão. Esse tipo de notícia revela, a seu ver, a prática persistente de crime pelos filhos de Jair Bolsonaro ou apenas certa intolerância do Ministério Público Federal e da imprensa em relação a eles

3 – Haisem – O bafo da mentira e o beijo da morte – Este é o título de seu artigo na página A2, de Opinião, do jornal desta quarta-feira. O que a negação da verdade e o desprezo pela vida interferem na gestão do governo de Jair Bolsonaro no combate à pandemia da covid 19

4 – Carolina – País tem 2.978 óbitos em 24 horas; em São Paulo, 88 morrem na fila por leito – Esta é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. O que falta para a situação da pandemia tornar intolerável que as instituições da democracia substituam o mais rápido possível a chefia do Executivo

5 – Haisem – “Não teremos paciência”, diz vice da Câmara sobre Queiroga – Este é o título de chamada de primeira página do jornal nesta quarta-feira. O que o novo ministro da Saúde fez ou disse para despertar essa manifestação de tanta impaciência do deputado Marcelo Ramos

6 – Carolina – Frederico Trajano, presidente do Magazine Luíza: “Vacina é a única solução e estou pessimista” – Este é o título de outra chamada na primeira página do Estadão hoje. O que justifica essa postura crítica do empresário na atual situação da pandemia e da conseqüente recessão econômica no Brasil

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.