As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

STF presta serviço ao crime

Ao favorecer corrupção e crime organizado, decisão do STF de proibir partilha do Coaf com MP e PF sem autorização de juiz ajuda a Glenn Greenwald, cujo vida "bagunçada" inclui atuação em negócio pornográfico

José Nêumanne

21 de julho de 2019 | 20h40

Edward Snowden e Laura Poitras, que divulgaram WikiLeaks, em selfie com o casal Glenn Greenwald e David Miranda. Foto: David Miranda Reprodução Facebook

Decisão monocrática estúpida do presidente do STF para blindar o primogênito de Bolsonaro e impedir investigações contra sua mulher, a do colega Gilmar Mendes, Lula, PT e outros compadritos faz enorme favor a traficantes de drogas e corruptos. Entre eles Glenn Greenwald, que tem processos pendentes no Fisco dos EUA por sonegação de impostos e também um condenável passado na área de produção de pornografia, conforme revela reportagem do Washington Post de 2013, que resgatei no velho Google de guerra. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Tendências: