As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

STF conspira contra Moro

Gilmar e Lewandowski pretendem dar ficha limpa a Lula e condenar Moro, que o apenou, para felicidade geral de inimigos da Lava Jato e sabotadores do combate à corrupção nos três podres poderes da República

José Nêumanne

27 de agosto de 2020 | 21h23

O plenário do STF é um dos locais na capital da República em que a velha política, liderada por Lula e Bolsonaro, planeja a extinção da candidatura e da reputação de Moro. Foto: Rosinei Coutinho/STF

Na sessão da Segunda Turma do STF de terça-feira 25 de agosto, os ministros do STF Gilmar Mendes e Ricardo Lewndowski deixaram claro que existe uma conspiração de PT, Centrão, esquerda, Jair Bolsonaro, Maia, Alcolumbre, Augusto Aras, André Mendonça e inimigos da Lava Jato no Congresso Nacional, STF, STJ e outras instituições que juram amor à democracia e ao combate à corrupção, só que não, para liberar Lula da condenação e, em consequência, de pena e condenar o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro por parcialidade nas sentenças que condenaram o chefe da quadrilha petista que produziu o grotesco espetáculo da mais deslavada e cínica corrupção da História. Apenas com seus dois votos e a omissão dos outros nove membros do “pretório excelso”, a dupla deu três passos no rumo dessa caminhada. O professor Carlos Alberto Di Franco denunciou o golpe em artigo publicado segunda-feira 24 de agosto no Estadão, a cujo texto qualquer um poderá ter acesso e ler clicando no link que segue: https://opiniao.estadao.com.br/notici…. Direto ao Assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: