Só novo atentado mudaria quadro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Só novo atentado mudaria quadro

Mesmo com vantagem de 19,3 milhões de votos na pesquisa Ibope, Bolsonaro não tem segurança confiável garantida enquanto PF não der informações exatas e lógicas sobre atentado em Juiz de Fora

José Nêumanne

16 de outubro de 2018 | 12h02

Ao visitar o Bope da PM do Rio, tornado famoso no filme Tropa de Elite, Bolsonaro reafirma prioridade para segurança. Foto: Jair Bolsonaro/Twitter

Será que nem agora, que Jair Bolsonaro aparece na primeira pesquisa do segundo turno do Ibope Estadão Globo com 19,3 milhões de votos a mais do que Lula/Haddad, do PT, as autoridades de segurança pública dão ao povo brasileiro, que elege o próximo presidente informações confiáveis sobre o atentado a faca de que ele foi vítima em Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro? Não seria o caso de as Forças Armadas tomarem a si a tarefa de evitar que nova tentativa seja feita nos 12 dias que restam até a eleição e nos mais de 2 meses até a posse? Enquanto não forem dadas informações lógicas, confiáveis e insuspeitas por autoridade isenta qualquer temor é válido. Com a constatação de que os 47% de índice de rejeição de Lula/Haddad contra 35% de Bolsonaro, não há que esperar mudanças no panorama.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na terça-feira 16 de outubro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para o comentário da terça-feira 16 de outubro de 2018

 

1 – A manchete do Estadão é “Bolsonaro tem 59% dos votos válidos; Haddad, 41%”. Qual a principal novidade na disputa do segundo turno da eleição presidencial pela primeira pesquisa Ibope Estadão Globo?

 

2 – Que comentários você tem a fazer sobre os índices apurados pela pesquisa Ibope Estadão Globo sobre os índices de rejeição do eleitorado dos candidatos a presidente da República que chegaram ao segundo turno, Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT?

 

3 – O que você acha que levou o candidato favorito à disputa presidencial a visitar o famoso batalhão especial de polícia militar do Rio, o Bope, um programa, no mínimo, inusitado para um político que disputa uma eleição tão tensa e polêmica como esta?

 

4 – O que você acha que levou o candidato do PT à Presidência da República, a comunicar sua intenção de nomear o filósofo Mário Sérgio Cortella, e seu encontro com o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal à época do famoso julgamento do mensalão Joaquim Barbosa?

SONORA_HADDAD MINISTÉRIO

 

5 – Você não acha no mínimo incoerente um candidato que, como Fernando Haddad, do PT, acusa o adversário, Jair Bolsonaro, do PSL, de divulgar fake news, ser obrigado pelo Tribunal Superior Eleitoral a suspender propaganda eleitoral em que o acusava de ter votado contra a lei que protege pessoas com deficiência?

 

6 – Por que o Tribunal Superior Eleitoral não aceitou pedido dos advogados do candidato petista Fernando Haddad para retirar do ar da propaganda do adversário do PSL, Jair Bolsonaro, referindo-se a suas relações pessoais com o venezuelano Nicolás Maduro e Zé Dirceu?

7 – Quais são as chances de sucesso que você prevê para a cruzada empreendida pela presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, para juntar líderes de vários partidos numa tal Frente Ampla pela Democracia pró Haddad e contra Bolsonaro?

 

8 – Depois do tumulto criado pelo ex-governador do Ceará Cid Gomes ao dizer que o PT vai perder feio a eleição e merece, porque não fez mea culpa, num evento marcado pelo governador reeleito, o petista Camilo Santana, o que você espera da participação do irmão dele, Ciro Gomes, candidato derrotado do PDT à Presidência e que está em Paris, e não na campanha de Fernando Haddad no Brasil?

sonora_cid gomes

 

Tendências: