As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sinhozinho Lula e sua escrava Manuela

Vice do ex-vice do ex tirou diploma de jornalista do armário para tentar escapar de eventual acusação de cumplicidade no crime do hacker Vermelho por ter intermediado sua comunicação com Greenwald

José Nêumanne

27 de julho de 2019 | 18h03

Lula com Greenwald no DPF em Curitiba 18 dias antes do site Intercept acionar o conta-gotas de veneno contra Moro.Foto: Ricardo Stuckert

Depois de ter dado o spoiler que relatei para meus 261.600 inscritos neste canal na entrevista ao ABC e à Folha em 27 de abril, em menos de um mês Lula fez outro pronunciamento do trono da sala de Estado maior no DPF do Paraná ao advogado e militante da esquerda americana Glenn Greenwald, que se passa por jornalista, em 21 de maio. Não é interessante que 18 dias seu pretenso entrevistador tenha divulgado material do hacker confesso Walter Delgati Neto, o Vermelho, que disse aos agentes da Operação Spoofing ter chegado a ele por intermédio da vice do ex-vice do ex, Manuela d’Ávila? Sinhozinho Lula e sua escrava Manuela. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.