Serão gastos R$ 20 bilhões e não haverá vacina

Bolsonaro assinou MP que o autoriza a gastar R$ 20 bilhões para comprar vacina contra covid-19, mas, em reação à obrigatoriedade decidida pelo STF, disse que não haverá imunizante para todos

José Nêumanne

18 de dezembro de 2020 | 21h33

Depois que STF decidiu que governadores e prefeitos poderão exigir que cidadãos sejam vacinados, Bolsonaro disse que não tomará nenhuma e que não haverá vacina para todos. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Após derrota de Bolsonaro por 10 a 1, STF decidiu que a vacina contra covid 19 será obrigatória, mas ninguém será forçado a tomar as duas doses. Quem se recusar, porém, sofrerá sanções aplicadas para recalcitrantes em outros tipos de vacinas. Em resposta ao revés, o presidente descartou a possibilidade de haver vacinas contra a covid-19 para toda a população brasileira até o fim de 2021. O chefe do governo fez a afirmação ao defender voto do ministro Kássio Nunes Marques, que  foi fiel a ele no julgamento. Segundo o passivo Pazuell, o Brasil não está atrasado em imunização, mas na vanguarda. Para ele serve o que diz o editorial do Estadão O presidente que calculava: “É preciso uma dote cavalar de polianismo editorial”. Se a afirmação do presidente for verdadeira, em que se gastarão os R$ 20 bilhões para a vacinação?

Para ouvir o comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na sexta-feira 18 de dezembro de 2020:

1 – STF decide que quem não se vacinar está sujeito a sanções – Esta é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje.  Que razões levaram o governo federal a se expor a uma derrota de onze a zero na mais alta corte do Poder Judiciário

2 – País volta a registrar mil mortes diárias por convid – Este é o título de uma chamada na primeira página da edição impressa do jornal hoje. Quais foram as causas de mais esse recorde trágico nesta época do ano em que todos imaginavam que a pandemia passaria

3 – Lei do Senado pode frear concorrência no transporte – Este é título de notícia no alto da primeira página do Estadão hoje. Quais serão os motivos para este tipo de medida adotada pelo Poder Legislativo federal

4 – Congresso atropela equipe econômica em votações – Este é título de chamada na primeira página do jornal de hoje. Que conseqüências a onda de derrotas do governo Bolsonaro no Legislativo provoca para a vida financeira no dia-a-dia do cidadão brasileiro hoje

5 – Advogados tentam deter veto a juiz de garantias – Eis aí mais um título na primeira página da edição impressa do Estadão. Em que essa reivindicação poderá aumentar a impunidade já elevada da ordem jurídica penal brasileira e que a maioria da cidadania reprova

6 – Isa Penna denuncia Fernando Cury por assédio sexual na Alesp – Este é o título de chamada na capa do Portal do Estadão. O que teria provocado esse escândalo de violência sexual entre representantes do povo paulista no Legislativo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.