Sem governo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem governo

Sem condições de tabelar frete mínimo de transporte de cargas para conseguir de caminhoneiros desbloqueio das estradas, Temer prometeu o que não podia, porque é ilícito e mostra que País no momento está sem governo

José Nêumanne

18 Junho 2018 | 15h58

Governo negocia com caminhoneiros e agronegócio tabelamento que não pode ser feito, por ser ilícito. Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Bolsa caminhoneiro” provocou guerra por incentivo fiscal e, segundo o Cade, tabelar frete é ilegal e estimula a formação de cartel. A forma como o quinteto do Planalto – Temer, Padilha, Moreira, Etchegoyen e Marun – conduziu a pane seca e a crise de desabastecimento de derivados de petróleo e alimentos foi desastrada, para dizer o mínimo. Na verdade, a tentativa, até agora irrealizada, de tabelar o frete para por fim à crise violou a lei, continua no ponto zero e em muitas cidades brasileiras ainda falta gás de cozinha, denotando falta tão evidente e grande de noção, autoridade e poder que é o caso de diagnosticar uma situação anômala em que no Brasil não há mais um simples desgoverno, mas algo que se possa definir como tragicamente sem governo.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Um a um, com Jackson do Pandeiro, clique aqui

 

 

Assuntos do comentário da segunda-feira 18 de junho de 2018

 

1 – Haisem Ouça a manchete da edição do Estadão ontem depois do noticiário sobre a estréia do Brasil na Copa: “Bolsa caminhoneiro cria guerra por incentivo no Brasil”. E agora nos explique: o que é a “bolsa caminhoneiro” e por que ela causou uma guerra por incentivo fiscal em Brasília?

 

2 – Carolina Foi o completo esgotamento do governo Temer que causou a pane seca e o desabastecimento de gás de cozinha, que ainda perdura em várias cidades brasileiras, e gêneros alimentícios de primeira necessidade ou foi a forma desastrada com que enfrentou a crise que evidenciou a incapacidade de sobreviver desse governo inerme e inerte?

 

3 – Haisem Tem razão o ex-governador de São Paulo e presidenciável pelo PSDB Geraldo Alckmin ao declarar, como o fez, ao Estadão que o que prejudica o presidente Michel Temer é sua “ilegitimidade”?

 

4 – Carolina Não é uma anomalia política, com graves resultados econômicos e sociais, a constatação de que o fundo partidário, formado pelo pagamento de impostos a todos os cidadãos, ter respondido por 86,5% do orçamento dos partidos em 2017?

 

5 – Haisem Abaki Em que a publicação da notícia, dada pelo Estadão, de que 13 partidos políticos devem 32 milhões de reais de eleições passadas contribui para sua conclusão de que a campanha dos ministros do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e Luiz Fux, ex-presidente e atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral, contra as chamadas fake news nas campanhas eleitorais, não passa de absurda censura, contrária à determinação constitucional da liberdade de expressão e opinião?

 

6 – Carolina Em entrevista a Fausto Macedo e Ricardo Galhardo do Estadão, o ex-diretor da Polícia Federal Leandro Daiello contou que há material para mais cinco anos de Operação Lava Jato. Será por isso que a bancada garantista dos advogados grã-finos do Supremo – Gilmar, Lewandowski, a dupla de Mello e Toffoli – faz das tripas coração para acabar de uma vez com ela?

 

7 – Haisem Esta outra notícia de primeira página do Estadão de que 70% dos senadores da Lava Jato vão tentar a reeleição tem a ver com isso?

 

8 – Carolina A torcida brasileira tem a mesma razão de atribuir ao árbitro do jogo o empate da estréia da seleção na Copa da Rússia contra a Suíça que teve na Copa da Argentina em 1978 quando o árbitro acabou o jogo antes de Zico finalizar para o gol depois da cobrança do escanteio?

 

SONORA  Um a um Jackson do Pandeiro

https://www.youtube.com/watch?v=XLSHiWcbisI