Sem autoridade Brasil entregue à pandemia

Autora do impeachment de Dilma, deputada estadual de mais de 2 milhões de votos disse ser "indefensável" Bolsonaro tocar mãos de manifestantes a favor de seu governo mesmo em isolamento

José Nêumanne

17 de março de 2020 | 19h33

Ex-aliada de Bolsonaro, eleita deputada estadual paulista pelo PSL com mais de 2 milhões de votos, Janaína pede afastamento do presidente do cargo. Foto: José Patrício/Estadão

Único político lúcido do País, deputada estadual paulista Janaína Paschoal, do PSL, denunciou situação trágica de falta de comando na terrível guerra que começa a ser travada contra a pandemia do momento, iniciada na China e espalhada pelo mundo. O presidente Jair Bolsonaro foi irresponsável ao dar as mãos a militantes que se manifestaram a favor de seu governo e contra seus adversários no Congresso e no Judiciário. O governador de São Paulo, João Doria Jr., também interessado nas duas próximas eleições, adotou medidas pela metade contra o Coravid-19 por oportunismo e falta de coragem de fazer o que deve: fechar estabelecimentos comerciais que não vendam gêneros de primeira necessidade, dissolver aglomerações nas ruas e pedir para as pessoas ficarem em casa. Já que o presidente não vai fazer mesmo. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.