Saia-justa marca Ferreira Gomes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Saia-justa marca Ferreira Gomes

Com o mano Ciro na Europa, o ex-governador do Ceará Cid Gomes causou frisson no evento em que se tornou pública a adesão do PDT à candidatura presidencial petista ao dizer que esta vai perder feio

José Nêumanne

16 de outubro de 2018 | 07h04

 

No estilo desabrido do mano Ciro, Cid Gomes pôs água no chope na festa de Lula/Haddad em Fortaleza. Foto: Fábio Lima/O Povo

Depois que seu irmão, Ciro Gomes, candidato derrotado no primeiro turno à Presidência da República pelo PDT, viajou para a Europa, frustrando as expectativas do PT de que assumiria a coordenação da campanha de Lula/Haddad no segundo turno, o ex-governador do Ceará Cid Gomes criou mais uma saia-justa para os aliados. Em evento político para marcar a adesão do PDT às pretensões do PT no Estado, ele acusou num discurso as pessoas que se acham donas da verdade, “que acham que podem tudo, que acham que os fins justificam os meios” de terem criado Bolsonaro. Sob vaias de militantes do PT, o irmão de Ciro vaticinou que eles vão perder feio. E é bem feito! Imagine quando Ciro voltar. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 16 de outubro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player

Tendências: