Roubam, mas votam
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Roubam, mas votam

Para se defender, Lula ataca Lava Jato e perdoa ladrão que disputa eleição

José Nêumanne

16 de setembro de 2016 | 09h35

lulaem2

A dialética, segundo Lula, pobre coitado ou valentão falastrão

Em vez de explicar por que OAS reformou apartamento em edifício do qual sua família detinha uma “cota”), usando argumento repetido por Eduardo Cunha, que não tinha conta no exterior, tinha trust, o ex-presidente Lula partiu para o ataque contra a força-tarefa da Lava Jato, que o denunciou ao juiz Sergio Moro, e o acusou de ser comandante máximo das petrorroubalheiras. E, num discurso sentimentalóide para sua grei, saiu da política para voltar à militância de camisa vermelha, ao tentar demonizar a instituição mais popular no País e defender os vilões mais impopulares do Brasil, os políticos, dizendo que, ainda que roubem, sempre se submetem à aprovação popular. Ele pode?

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão, FM 92,9, na sexta-feira 16 de setembro de 2016, às hh15m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: