Risco zero, é?

Risco zero, é?

A 21 dias da abertura da Olimpíada, governo revisa plano de segurança

José Nêumanne

15 de julho de 2016 | 19h02

Etchegoyen de volta à vida real

Etchegoyen de volta à vida real, quem diria?

Notícia de que o presidente Michel Temer, o ministro da Defesa, Raul Jungman, e o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegóien, fizeram a 21 dias da abertura uma reunião de emergência para “revisar” o plano de segurança da Olimpíada do Rio de Janeiro depois do atentado do caminhoneiro em Nice, na França, é espantosa. Depois de o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ter arrotado autossuficiência em declarações em que dava como líquido e certo o risco próximo de zero de atentados nos Jogos, a cúpula federal acaba de mostrar que não sabe o que precisa e fala o que não deve.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 15 de julho de 2016, às 18 horas)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.