Repeteco de Criciúma em Cametá

Na republiqueta das trevas, sob capitão de milícias, polícia segue protocolo de evitar tiroteio para não matar inocentes em Cametá, no Pará, e um rapaz de 25 anos foi morto por bandidos desconhecidos fortemente armados

José Nêumanne

02 de dezembro de 2020 | 21h11

Moradores que estavam na rua na madrugada da invasão por assaltantes do Banco do Brasil foram feitos reféns em praça no centro de Cametá, no Pará, e um foi morto pelos bandidos. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um grupo armado com fuzis assaltou um banco, no município de Cametá, no Pará, na madrugada de hoje, episódio similar ao que ocorreu na madrugada anterior em Criciúma, em Santa Catarina, com a diferença de que no Pará os delinquentes fizeram reféns. Cametá tem 136 mil habitantes e fica a 235 km da capital do Estado, Belém. Uma pessoa morreu, segundo o prefeito, Waldoli Valente (PSC): Alessandro Silva, de 25 anos, tentou fugir dos assaltantes e foi baleado. Os invasores deixaram a cidade por volta de 1h30. Vídeos publicados por moradores nas redes sociais mostram um grupo de reféns sendo conduzidos pelos suspeitos e o som de disparos na Praça Central da cidade. Na republiqueta das trevas, sob o comando do capitão de milícias, os reféns são mortos e a polícia não consegue sequer identificar os criminosos. Para ver vídeo no YouTube clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da quarta-feira 2 de dezembro de 2020:

1 – Grupo fortemente armado assalta banco e faz reféns em Cametá do Pará – Este é o título de notícia dada com destaque na capa do Portal do Estadão – O que está na raiz da prática desse tipo de crime ainda em plena  pandemia

2 – Criminosos eram experientes, diz refém de roubo em Criciúma – Este é o título de notícia similar na mesma capa do Portal do Estadão O que mais o tem impressionado neste tipo de cangaço contemporâneo recentemente em Botucatu, São Paulo, Criciúma, Santa Catarina, e Cametá do Pará

3 – Nova falha da Saúde expõe dados de mais de 200 milhões – Esta é a manchete da primeira página da edição impressa do jornal de hoje. Por que os erros cometidos pelo Ministério da Saúde repetem-se prejudicando cada vez um número maior de cidadãos brasileiros

4 – Profissional de saúde e idoso vão receber vacina primeiro – Este é o título de chamada na primeira página do Estadão de hoje. O que você achou da divulgação do plano de vacinação anunciado em chamada de primeira página em nosso jornal

5 – Corte em auxílio leva 8,5 milhões à pobreza – Este é mais um título de chamada na primeira página do jornal impresso hoje. O que o impressiona na dimensão da tragédia econômica neste momento em que ainda está longe o momento de vislumbrarmos o fim da terrível pandemia

6 – Relatório feito para o governo classifica jornalistas e influenciadores como “detratores” – Este é o título de uma chamada em destaque na capa do Portal do Estadão – O que você tem a dizer sobre mais esta revelação do mau tratamento dispensado pelo governo federal a profissionais dos meios de comunicação em nosso Brasil

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.