As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reale e Janaína contra Bolsonaro

Autores do impeachment de Dilma Rousseff atacam presidente por ele ter violado isolamento médico por suspeita de contaminação pelo coronavírus ao cumprimentar manifestantes de ato em apoio a seu governo

José Nêumanne

17 de março de 2020 | 19h05

Autor com Janaína Paschoal do impeachment de Dilma, ex-ministro da Justiça. pediu ao MP que trvptts ao STF para formar junta de psiquiatras atestar sanidade mental do presidente. Foto: André Dusek/Estadão

É praticamente impossível que procurador-geral da República, Augusto Aras, nomeado por Bolsonaro por indicação de seu amigo Alberto Fraga, atenda ao pedido do jurista Miguel Reale Júnior para o Ministério Pública recorrer ao Supremo Tribunal Federal para formar uma junta médica psiquiátrica para atestar a sanidade mental do presidente da República. Mas a sugestão foi feita no mesmo dia em que a parceira dele no pedido de impeachment de Dilma Rousseff, Janaína Paschoal, pediu o afastamento do capitão do cargo por ter posto em risco a saúde da população ao confraternizar com apertos e toques de mão militantes que foram à manifestação em Brasília contra cúpula do Congresso e do STF e a favor do chefe do Poder Executivo. Que o gesto é indefensável não há dúvida alguma.

Assuntos do comentário da terça-feira 17 de março de 2020

1 – Haisem – Você acha que realmente seria o caso de convocar uma junta de médicos psiquiatras para avaliar o estado mental do presidente Jair Bolsonaro, como propõe o jurista Miguel Reale Jr., autor em companhia de Janaína Paschoal do impeachment de Dilma Rousseff

2 – Carolina – Será que a citada Janaína Paschoal teve razões para declarar estar arrependida de seu voto em Bolsonaro em emocionado discurso na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

SONORA JANAÍNA

3 – Haisem – Você concorda ou não com a colega Adriana Fernandes em artigo no Estadão de hoje em que defende socorro financeiro do Estado aos pobres nesta crise do coronavírus

4 – Carolina – Você entende por que o presidente da República está incomodado com o protagonismo de seu ministro da Saúde, deputado Luiz Henrique Mandetta, no combate à covid-19 no Brasil

5 – Haisem – Que enfoque você dá a seu artigo desta semana no blog do Nêumanne publicado ontem sob o título O Brasil entregue aos bacilos

6 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a briga entre o governador do Estado de São Paulo, João Doria, e o senador Major Olímpio, do PSL de São Paulo ontem

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: