Quem vai rir por último?

Ao lutar contra antecipação do julgamento de impeachment, defesa de Dilma confessa que expectativa de vitória é falsa

José Nêumanne

03 de junho de 2016 | 10h02

Esquerda quer Dilma de volta

Esquerda quer Dilma de volta. E o povo?

Apesar de todo o terrorismo praticado por jornalistas amigos dando como impossível o impeachment de Dilma conseguir a adesão de dois terços de senadores neste semestre de julgamento, a bancada do chororô na comissão de processamento do Senado levou para o STF a decisão sobre decisão do presidente e do relator de antecipá-lo. Ficamos sabendo que Dilma quer prolongar o processo. Isso mostra que ela não está tão certa assim de que rirá por último. E exporá ao julgamento da Nação a imparcialidade e o espírito do presidente do Judiciário, Ricardo Lewandowski. O tempo que ele demorará pra decidir e a decisão darão a resposta. Quando ele decidir, a Nação saberá de que lado está.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira de 2016, às 18 horas)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, duas vezes no play abaixo do anúncio em azul:

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.