Quem mandou matar Marielle e Bolsonaro?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quem mandou matar Marielle e Bolsonaro?

Troca de delegado que investigava execução de Marielle e Anderson lembra PSDB e PT escondendo mandantes da morte de Celso Daniel e PF se esquivando de investigar facada de Adélio em Bolsonaro

José Nêumanne

14 de março de 2019 | 11h47

Marcos Vinicius Braga, secretário de polícia, governador Wilson Witzel, policial Giniton Lages e seus troféus, Ronnie e Élcio. Foto: Daniel Ramalho/AFP

Depois de dar uma de papagaio de pirata na divulgação da conclusão do inquérito sobre execução de Marielle e Anderson, que hoje completou 1 ano, o governador do Rio, Wilson Witzel, afastou delegado encarregado do caso, Giniton Lages, sem esclarecer o motivo e ainda informando que ele tem muitas informações a respeito. Lembra o afastamento de Romeu Tuma Jr. por Geraldo Alckmin da investigação do assassinato de Celso Daniel numa jogada acertada entre PT e PSDB. Isso é simultâneo à farsa que se pretende montar com laudos de psiquiatras e psicológos dando esfaqueador de Bolsonaro, Adélio Bispo, como doido, e “lobo solitário”, tornando, a prática, inimputáveis os mandantes do crime, com a PF recusando-se a investigar quem pagou a advogados que apareceram no caso sem ter por quê. Vôte! Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui