Quem mandou hackear Moro?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quem mandou hackear Moro?

PF deu primeiro passo importante ao desvendar a invasão do celular de Moro, mas, com o caso em segredo de Justiça, ainda terá que descobrir por que alguém mandou cometer esse crime

José Nêumanne

24 de julho de 2019 | 12h56

Em 2014, oNew York Times disse ser  Greenwald um dos jornalistas mais conectados da Terra, que vive e trabalha num país com uma infraestrutura de Internet notoriamente esquisita. Foto: Jimmy Chalk/The New York Times

Quatro suspeitos de terem executado a invasão dos celulares do ministro da Justiça, Sergio Moro, e outros agentes da lei, foram presos pela PF na Operação Spoofing (Falsificação, em inglês), foram presos. Por enquanto, não se conhecem mais detalhes, pois o caso está sob segredo de Justiça, não sendo possível ainda saber se tem conexão com a revelação em conta-gotas de supostas mensagens trocadas entre o ex-juiz e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, além de outros responsáveis por ações na Justiça de combate à corrujpção, empreendida pelo blogueiro americano Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, em parceria com Folha de S.Paulo, Veja e BandNews. Há coincidência de personagens, do aplicativo pelo qual eles teriam se comunicado, Telegram, mas, por enquanto, só se sabe que os federais desvendaram apenas a clonagem, mas ainda  não identificaram nem investigam eventuais mandantes. Seja como for, é o primeiro gol a ser comemorado pelo Estado brasileiro ao desvendar o crime contra a privacidade de pessoas e o trabalho de agentes do Estado cumprindo seu dever por delegação do povo.

Assuntos do comentário da quarta 24 de julho de 2019

1 – “Suspeitos de invadir celulares de Moro e Deltan são presos”, diz a manchete do Estadão hoje. Estas prisões feitas ontem pela Polícia Federal de suspeitos de serem os hackers que invadiram os telefones celulares do ministro da Justiça e outras autoridades têm algo a ver com o escândalo da Intercept Brasil

2 – O que você acha que levou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a apelar ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para suspender decisão tomada por ele mesmo de interromper processos resultantes de dados de Coaf, Banco Central e Receita Federal compartilhados com o Ministério Público e a Receita Federal sem prévia autorização de juiz

SONORA_BANDITISMO 2407

3 – Que conseqüências pode ter a decisão da juíza Gabriela Hardt, substituta da 13.ª Vara Federal de Curitiba, de aceitar a denúncia contra o ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão, filho e nora por suposta propina na obra de Belo Monte

4 – O que ainda há a dizer sobre o atrito verbal entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador da Bahia, Rui Costa, a pretexto da festa de inauguração  do aeroporto Glauber Rocha em Vitória da Conquista no sertão daquele Estado

SONORA_BOLSO 2407 A

5 – Por que a defesa de Lula esperou as férias do Judiciário para apresentar ao Supremo Tribunal Federal no plantão do presidente Dias Toffoli para tentar sustar o processo em que ele é denunciado por receber propinas para comprar um terreno para o Instituto Lula e um apartamento vizinho a sua casa em São Bernardo do Campo

6 – Por que a polícia do Rio desconfia de uma ligação entre tráfico de drogas, organizações criminosas brasileiras e o Hezbolah

7 – Quem você acha que tem razão: o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ou os manifestantes que foram perturbar seu almoço de família em Santarém no Pará

8, O que você nos reserva para o momento spoiler do dia para encerrarmos sua participação no Jornal Eldorado

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: