Que desagradável, Temer!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Que desagradável, Temer!

Após ter sido negado pedido de habeas corpus, Temer disse que sua situação era "desagradável", como a da Nação que teve de conviver com um suspeito na Presidência por meio mandato

José Nêumanne

09 de maio de 2019 | 11h30

Ao chegar em casa, sabendo que TRF 2 tinha negado habeas corpus que pedira, Temer informou que se entregaria. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

O mesmo TRF 2 que soltou Michel Temer quando Marcelo Bretas mandou prender agora negou habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente. O emedebista disse que esta é uma situação extremamente “desagradável”. Nós podemos imaginar, mas talvez ele não tenha pensado que desagradável é ele para a Nação, que ficou durante a metade de um mandato presidencial sob o comando de um delinquente que desonrou o cargo político mais importante do País. Em vez de ficar se lamuriando de sua desgraça pessoal, que foi provocada pelas próprias ações ilícitas, ele deveria ter pelo menos consciência disso, desde que foi flagrado com a boca na botija e ter desde então ajudado a mergulhar o Brasil na lama usando o poder presidencial para comprar a negativa da Câmara para processá-lo até terminar seu mandato.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da quarta-feira 9 de maio de 2019

1 – Haisem – Chega a ser uma surpresa para você o fato de o mesmo Tribunal Regional Federal da 2.ª região que mandou soltar o ex-presidente Michel Temer agora mandou prendê-lo pela segunda vez

SONORA_TEMER 0905

2 – Carolina – De que adianta a constatação apoiada em números de que “a Previdência é uma fábrica de privilégios” ser apresentada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como o foi ontem na Comissão Especial da Câmara dos Deputados para sua reforma, se depois tudo é triturado no discurso meramente político

SONORA 2 à PAULO GUEDES 2

3 – Haisem – Como você interpreta a constatação da pesquisa CNI-Ibope de que 59% da população brasileira aprova a reforma da Previdência

4 – Carolina – Como você viu a barganha feita pelo presidente Jair Bolsonaro com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, e o chefe da Casa Civil, Ônyx Lorenzoni, com a aprovação da refundação de dois ministérios em troca da manutenção do Coaf no Ministério da Justiça

5 – Haisem – Manchete do Estadão noticia: “Decreto amplia porte de armas e é contestado no STF”. Quais serão as conseqüências da discriminação de 19 categorias profissionais relacionadas no decreto de Bolsonaro para cumprir sua promessa de campanha de armar os cidadãos para enfrentar o crime

6 – Carolina – O que acontecerá com o chamado núcleo militar do Palácio do Planalto depois do ataque repetido pelo general Eduardo Villas Boas ao guru da família presidencial, Olavo de Carvalho, mais uma vez apontado pelo ex-comandante do Exército como responsável por todas as crises no governo Bolsonaro

7 – Haisem – Por que o Supremo Tribunal Federal só veio concluir agora um velho debate sobre o poder a ser dado a Assembleias Estaduais para julgarem em definitivo se seus membros condenados pela Justiça, tal como já acontece hoje com deputados federais e senadores, perderão ou não o mandato

8 – Carolina – O que significa a vitória do Tottenham do Reino Unido sobre o Ajax da Holanda, que vinha sendo apontado como a sensação da Liga dos Campeões da Europa, ao levar a final do torneio contra o Liverpool para a Grã Bretanha