Qual será o truque do Toffoli, hein?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Qual será o truque do Toffoli, hein?

Presidente do STF estará sabendo que as chances de prisão após segunda instância perder de novo no plenário e preferiu agendar a sessão depois de ocorrer alguma coisa que modifique a composição do tribunal?

José Nêumanne

05 de abril de 2019 | 06h56

No dia em que anunciou adiamento da sessão do STF para rediscutir súmula vinculante da prisão em segunda instância, Toffoli cochichou com Maia. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Não há dúvida de que o anúncio feito pelo presidente do STF, o petista Dias Toffoli, do adiamento da sessão para rediscutir a autorização para decretação de início de pena após condenação em segunda instância, a pedido do autor, o presidente do Conselho Federal da OAB, o petista Felipe Santa Cruz, foi causado pela certeza de nova derrota. Pois não há expectativa de nenhuma mudança. Resta saber se Sua Excelência reserva a nova data para ocasião em que aparecer alguma perspectiva de mudança de seus pares sobre o assunto, do interesse direto de seu ex-chefe Lula. Este é meu comentário do Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 5 de março de 2019.