Puxão de orelhas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Puxão de orelhas

Presidente do STF cobrou respeito a Renan para preservar autonomia e harmonia dos Poderes

José Nêumanne

26 de outubro de 2016 | 12h22

Cármen: o ambiente exige respeito - Foto: André Dusek/Estadão

Cármen: o ambiente exige respeito – Foto: André Dusek/Estadão

Em sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a presidente do STF, Cármen Lúcia, puxou com força a orelha do presidente do Senado, Renan Calheiros, sem, contudo, sequer lhe citar o nome. Ela exigiu publicamente “o mesmo e igual respeito para que “a gente tenha democracia fundada nos princípios constitucionais”. E ensinou a Sua Insolência que não se trata de garantir apenas a autonomia entre os poderes, mas também a harmonia, que precisa primar pelos princípios da civilidade e da constitucionalidade. Renan, que quer impor os jagunços da Polícia Legislativa à letra constitucional, disse que esperava que a ministra repreendesse o juiz Vallisney. Com base em quê?

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão –  FM 92,9 – da terça-feira 25 de outubro de 2016, às 17h35m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play abaixo do anúncio em azul