Pule de dez
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pule de dez

Para distribuir dinheiro entre ministérios de Segurança, Cultura e Esportes, governo teve a ideia espertíssima de reduzir ainda mais os prêmios, aumentando a dentada que atualmente já é de metade do arrecadado

José Nêumanne

15 Junho 2018 | 14h30

Governo fica com metade dos prêmios pagos a ganhadores de sorteios da Loteria e agora quer reduzir premiação. Foto: Felipe Rau/Estadão

Sem dinheiro em caixa para Segurança Pública, Saúde e Esportes, ciente de que o cobertor é curto para cobrir as três áreas, o governo federal tem uma ideia safada para satisfazer seus ministros: reduzir os prêmios pagos a quem ganha os sorteios das loterias da Caixa Econômica Federal. Neste momento em que a sociedade está careca de saber da bandalheira no banco público que o PT emprestou ao PMDB, o governo chefiado pelo grupo que puxou o tapete do outro resolveu morder ainda mais a mão do apostador, que agora fica com metade da aposta, para mais uma dentada que a reduz. Como é duvidoso que o próprio sorteio seja honesto, o fiel frequentador de lotéricas, que continua apostando na sorte, tem mais a duvidar do que bolinhas viciadas no globo. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 15 de junho de 2018.

Para ouvir clique aqui