As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PT, partido de meliantes nababos

Tarso Genro, que recebeu terrorista italiano Battisti como foragido político no Brasil, diz que Alan Garcia foi processado por juízes treinados pela CIA e é desmentido por Prêmio Nobel de Literatura peruano Vargas Llosa

José Nêumanne

21 de abril de 2019 | 21h32

 

 

Pilar Nores, uma das ex-mulheres de Alan Garcia, com dsuas de suas filhas, Gabriela e Luciana (C), que leu a carta do pai dizendo-se injustiçado, como se diz Lula Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

Tarso Genro, ministro da Justiça de Lula que deu asilo ao terrorista italiano Cesare Battisti, cruel criminoso confesso, está chorando o suicídio do peruano Alan Garcia. O Prêmio Nobel de Literatura Vargas Llosa esclareceu que o ex-presidente de seu país não foi vitimado pela Lava Jato, mas pela própria ambição de riqueza e pela Odebrecht, que o corrompeu, assim como os bandidos presos, condenados e acusados de seu partido, o PT. O mestre do jornalismo José Roberto Guzzo também desmascarou a fantasia mentirosa da patota de Zeca Dirceu de que a reforma da Previdência prejudicará os pobres. Para usar a imagem grosseira do deputado inútil, quem é tchuchuca para os ricaços e tigrão para os pobres é a cúpula dirigente do PT, que roubou dinheiro dos pobres para enriquecer nababos como Odebrecht, Eike e Geddel. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique no link abaixo:

https://youtu.be/7pKxchCzdWE