PT aposta em nossa penúria
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PT aposta em nossa penúria

Enquanto Bolsonaro, Guedes, Maia e Centrão de Paulinho comemoraram a vitória espetacular da reforma da Previdência por 379 a 131 votos, PT e satélites da esquerda apostam no malogro e em nossa desgraça

José Nêumanne

11 de julho de 2019 | 07h20

Resultado da votação da reforma foi comemorado por governo, centrão e Maia, que levaram PT e esquerda para passear. Foto: Gabriela Biló/Estadão

No dia 1.º de maio, Paulinho da Força, do Centrão, disse que era preciso desidratar a reforma da Previdência do 1 trilhão e 200 bilhões de reais para 600 bilhões para evitar a reeleição automática de Jair Bolsonaro em 2022. A economia conseguida na votação em primeiro turno na Câmara dos Deputados, calculada em 744 bilhões, está mais perto dessa meta do que a original. Isso quer dizer que o centrão é um dos vitoriosos da sessãode quarta-feira 10 de julho, junto com o governo e Rodrigo Maia. A esquerda levou um passeio e agora aposta no desastre total, que nos deixaria na penúria.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player

Tendências: