Privilégio absurdo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Privilégio absurdo

Foro privilegiado deveria acabar também para reduzir lerdeza do STF

José Nêumanne

07 de setembro de 2016 | 08h34

Para Janot, STF é lerdo

Para Janot, STF é lerdo

Constatação da lerdeza do STF pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot, chega a ser acaciana, mas a justificativa para ela – o Supremo foi criado para julgar recursos, não par seguir o fio da meada dos processos criminais – é uma desculpa amarela, que não pode ser justificada apenas pelo foro privilegiado de que gozam os com-mandato do Brasil. Nós, os sem-mandato, temos todos direito de exigir a extinção do privilégio que fere o princípio básico da igualdade do cidadão perante a lei e mais ainda: que os poderosos deste País tenham mais obrigação de cumprir fiel e rigorosamente a lei do que os cidadãos sem responsabilidade de poder.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 6 de setembro de 1016, às 18 horas)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.