Prejuízos para o País
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prejuízos para o País

Dilma lembrou no sábado que Palocci também autorizou a compra de Pasadena

José Nêumanne

26 de setembro de 2016 | 18h45

Palocci, sitiado pela lei Foto CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA

Palocci, sitiado pela lei Foto CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA

Na antevéspera de sua prisão na Operação Ormetà da Polícia Federal, Antônio Palocci foi citado por Dilma Rousseff em nota oficial como componente do Conselho de Administração da Petrobrás que autorizou a compra da refinaria da Astra Oil de Pasadena que deu prejuízo de R$ 2 bilhões à Petrobrás. Quem garante que não foi ele o encarregado de contratar a consultoria na qual o Citigroup americano aconselhou várias vezes e de forma veemente essa compra? E o que ainda faz Alexandre de Moraes no Ministério da Justiça de Temer depois de ter comprometido de forma irresponsável o excepcional trabalho da PF na Ormetà, 35ª fase da Operação Lava Jato, falando o que não devia?

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na segunda-feira 26 de setembro de 2016, às 17h35m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: