Povo pede passagem

Povo pede passagem

Xingados de neofascistas e chamados de imbecis manipulados por Whatsapps, eleitores de Bolsonaro foram às ruas em manifestações inspiradas nos atos contra tudo que fizeram história em 2013.

José Nêumanne

22 de outubro de 2018 | 15h55

Bolsonaro discursou em vídeo para eleitores que levaram à rua boneco Pixuleco, representando adversário do PT, Lula. Foto: Fernando Bizerra/EFE

Insultada de neofascista ou de imbecil pelos políticos que derrotou no primeiro turno e tratado da mesma forma por Fernando Haddad, fantoche de Lula, no segundo, a maioria do eleitorado brasileiro, que optou por seu adversário, Jair Bolsonaro, do PSL, foi às ruas manifestar-se pelo direito a decidir no voto quem governará o destino da Nação domingo que vem. Ao reviverem protestos contra PT e a velha política em 2013, os manifestantes de domingo 21 de outubro de 2018 responderam ao infame slogan excludente do #Elenão, que mobilizou muito menos gente na véspera, desarmaram o aviso de mau agouro do ministro do STF Marco Aurélio Mello, que profetizou o posto, e puseram seu bloco nas ruas.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na segunda-feira 22 de outubro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para o comentário da segunda-feira 22 de outubro de 2018:

 

1 – Haisem – Qual o balanço que você faz das manifestações de rua no fim de semana tendo como motivo a realização no domingo que vem do segundo turno da eleição presidencial – no sábado puxadas pelo slogan #Elenão e no domingo pelo #ForaPT”?

SONORA_BOLSONARO 2210

 

2 – Carolina – Você acha que a onda de denúncias de desinformações e mentiras na campanha eleitoral merece esse destaque todo, a ponto de exigir da presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber, explicações constantes?

 

3 – Haisem – Você acha que foi boa a ideia do candidato que aparece em primeiro lugar no segundo turno da eleição para presidente da República nas últimas pesquisas Ibope e Datafolha, Jair Bolsonaro, do PSL, declarar que pretende acabar com a reeleição e diminuir o número de vagas no Congresso Nacional?

 

4 – A declaração do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidenciável do PSL Jair Bolsonaro, de que bastariam um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal provocarão efeito negativo a ponto de reduzir a distância existente entre o pai dele e o candidato do PT, Lula/Haddad?

SONORA_EDUARDO BOLSONARO

 

5 – Haisem – Por que o Tribunal Superior Eleitoral proibiu as referências à tortura na ditadura militar e a homenagem feita pelo deputado Jair Bolsonaro ao torturador Brilhante Ustra ao votar no processo do impeachmento de Dilma Rousseff e por que o PT desconheceu a proibição?

 

6 – Carolina – Que motivo você acha que teve Gustavo Bebbiano, presidente do PSL, partido pelo qual se lançou candidato a presidente Jair Bolsonaro, ao anunciar a provável escolha, caso ele vença, do juiz federal Sérgio Moro para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal?

 

7 – Haisem – Você acha que acusações feitas em comício contra o adversário Jair Bolsonaro de ser “chefe de milícia” e “soldadinho de araque” condiz com as queixas do candidato do PT à Presidência Lula/Haddad de atribuir os altos índices de preferência de voto do outro a um “disparo” de Whatsapp pago com caixa 2 de empresas?

 

8 – Carolina – Quais são as boas novidades que esta campanha para presidente trouxe para aperfeiçoar a escolha de ocupantes de cargos públicos no Brasil?

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.