Por quem os sinos dobram
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por quem os sinos dobram

Baleado antes de nascer, Artur é o herói do Brasil onde a vida nada vale e a morte violenta é banal

José Nêumanne

01 Agosto 2017 | 11h35

Do ventre da mãe ao túmulo, Artur é herói que representa Brasil de Lula, Dilma, Temer e Aécio Foto Fábio Motta/Estadão

Vamos nos lembrar de Meditações VII, de John Donne: “Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.” Neste primeiro comentário de agosto, mês do desgosto, eu podia ter falado da possibilidade do rombo fiscal, mas prefiro registrar que o corpo do bebê Arthur Cosme de Melo foi sepultado ontem. Durante o cortejo, a pequena urna branca foi carregada no colo pais do menino até uma das gavetas do Cemitério Nossa Senhora das Graças, que fica na região central do município. Todos nós o acompanhamos na última viagem do pequeno herói.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107.3 – na terça-feira 1.º de agosto de 2017, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Bala Perdida, com Gabriel, o Pensador, clique aqui

 

 

Abaixo, a íntegra da degravação do comentário:

 

 

Eldorado 1 de agosto de 2017 – Terça-fe8ra

Qual é o estado de espírito da população brasileira à espera do julgamento do plenário da Câmara sobre o processo por corrupção passiva a ser aberto ou não pelo presidente Michel Temer?

Às vésperas de a Câmara dos Deputados votar se autoriza o Supremo Tribunal Federal (STF) a abrir um processo por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, uma pesquisa no Ibope apontou nesta segunda-feira que quatro em cada cinco brasileiros deseja que Temer seja investigado. Em pesquisa encomendada pela ONG Avaaz, o Ibope Inteligência ouviu mil pessoas por telefone entre 24 e 26 de julho, fazendo a seguinte pergunta: “o senhor ou senhora acredita que os deputados federais devem votar a favor ou contra abertura do processo que torna o presidente Michel Temer réu por crime de corrupção?”. Responderam ser a favor 81% das pessoas, enquanto 14% afirmaram ser contra e 5% não souberam ou não quiseram opinar.
A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, e o nível de confiança do levantamento é de 95%. Após o recesso parlamentar em julho, a votação de autorização de abertura de processo contra Temer está marcada para a próxima quarta-feira, dia 2 de agosto.

O governo demonstra confiança e acredita que terá mais que os votos necessários (172) para barrar a investigação. A oposição precisa conquistar 342 dos 513 deputados (dois terços da Casa) para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a transformar Temer em réu, o que acarretaria no afastamento do presidente do cargo por até 180 dias.

As 3 guerras de Temer: política perdida, sua vontade de ser eleitor importante em 2018 não passa agora de um sonho de inverno. Resta-lhe disputar as guerras judiciária e parlamentar para ficar. Depois, governar são outros 500. Ele mesmo já disse antes sobre Dilma que é impossível governar com popularidade tão baixa.

O juiz federal Sérgio Moro colocou nesta segunda-feira, 31, o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás Aldemir Bendine em prisão preventiva. O que o fez endurecer com o cobra do jararaca?

O magistrado acolheu o pedido do Ministério Público Federal e converteu a custódia temporária de Bendine em regime por tempo indeterminado. A prisão temporária do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás se encerraria hoje. Mas os procuradores encontraram elementos que reforçam as suspeitas contra Bendine e os dois publicitários ligados a ele.

“Na busca e apreensão efetuada na residência de Aldemir Bendine, em São Paulo/SP, foram encontradas anotações que corroboram o depoimento dos colaboradores e revelam que, de fato, Aldemir Bendine informava-se ativamente sobre o arrolamento da dívida da Odebrecht Agroindustrial que baseou seu pedido inicial de propina a Fernando Reis (executivo da Odebrecht), por meio de André Gustavo”, informa o Ministério Público Federal.

Artigo no blog Cobra criada por Jararaca. Bendine vai ter tempo para pensar no passado e decidir se deve contar tudo de suas administrações desastrosas com as bênçãos do PT de Lula e do mercado para ajudar PF e MPF a desvendarem os crimes que assolaram o Brasil naqueles tempos.

Janot pediu pela terceira vez a prisão do senador tucano Aécio Neves. Será que desta vez sai ou o Supremo vai continuar o mantendo solto?

Num recurso apresentado no Supremo Tribunal Federal ontem a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu, pela terceira vez, a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG), no curso da investigação aberta contra o tucano a partir das delações do Grupo J&F, que controla a JBS.

Segundo o agravo regimental do PGR Janot, “O recolhimento provisório de Aécio Neves à prisão é medida imprescindível e urgente, não apenas para preservar a ordem pública e a instrução criminal das investigações em curso, mas também por ‘descumpimento de qualquer das obrigações impostas por força de outras medidas cautelares’”

O tucano foi suspenso das atividades parlamentares em maio pelo ministro Edson Fachin, que negou na oportunidade prender o senador. No fim de junho, o ministro Marco Aurélio Mello, que assumiu a relatoria do caso, também negou pedido de prisão e decidiu, por outro lado, suspender a restrição que havia sido imposta e devolver Aécio ao Senado. A PGR recorre agora dessa decisão. O novo pedido já se encontra no gabinete do ministro Marco Aurélio Mello. O Broadcast Político do Estadão apurou que o ministro deverá manter a decisão, pedir a manifestação da defesa de Aécio Neves e, em seguida, levar o recurso para julgamento pela Primeira Turma do STF, que conta também com os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux.

Aécio Neves foi denunciado pela PGR, em 5 de junho, pelos crimes de corrupção passiva e obstrução à investigação de organização criminosa. Em delação premiada, o empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, entregou uma gravação na qual Aécio lhe pede 2 milhões para pagar a defesa dele na Operação Lava Jato. Em ações controladas, a PF e a PGR conseguiram imagens que mostram um primo de Aécio Neves, Frederico Pacheco de Medeiros, e Mendherson Souza Lima, assessor parlamentar, recebendo volumes de dinheiro. A PGR entende que os valores eram propina e que tinham como destinatário Aécio Neves.

Um dos grandes mistérios da Justiça brasileira é que os tucanos nunca são presos. Eles é que inventaram o mensalão. Os réus do mensalão do PT já foram condenados, soltos e até perdoados e o julgamento de Eduardo Azeredo, o inventor, acaba de ser marcado para este mês. A Nação testemunha os esforços de Janot para prender Aécio, sempre em vão. No caso dos tucanos, até parece que o foro é mais privilegiado do que o dos outros. Quando é que isso vai acabar?

O presidente do PMDB, Romero Jucá, e seu colega de Senado e partido Roberto Requião trocaram insultos e ofensas em vídeos nas redes sociais, mostrando que os ânimos andam acalorados no partido de Temer. Que conseqüências isso pode ter?

Jucá (RR) informou que vai levar o nome do senador Roberto Requião (PMDB-PR) para ser “decidido e discutido” na Executiva Nacional do partido. Segundo ele, o paranaense “fica atacando o partido, os partidários e tentando atrapalhar o que nós queremos fazer para melhorar o Brasil”. Romero Jucá também afirmou que o partido investiga supostos repasses do diretório estadual à campanha do filho de Requião à prefeitura de Curitiba, no ano passado.

A troca de ofensas começou após uma publicação da revista Veja, de sexta-feira, 18, que afirmou que Jucá estivesse criando uma estratégia para expulsar Requião do PMDB. O senador paranaense tem sido crítico ferrenho da gestão e do próprio presidente Michel Temer.

Requião publicou nas redes sociais, no dia da reportagem, um vídeo em que disse que “a cachorrada ficou louca”, quando começou a falar da suposta articulação do correligionário. “Romero Jucá, se eu solto meus cachorros para cima de você, vai ser bem mais sério que uma busca da Polícia Federal ou da Lava Jato”, disse.

Também em vídeo publicado nas redes sociais, no domingo, 30, Jucá negou que estivesse articulando a expulsão do senador do Paraná, mas afirmou que está “investigando” um suposto repasse do diretório estadual do PMDB de 95% do fundo partidário para a campanha de Requião Filho à prefeitura de Curitiba. O candidato não chegou ao segundo turno.

“Pelo visto, o senador Roberto Requião está andando com muitos vira-latas, deve ser igual a eles. Pode soltar seus cachorros em cima de mim. Solte-os, não tenho medo, não devo nada, nem à PF, nem à Lava Jato. Não sou réu em nenhuma ação, diferente do senhor, que é réu em muitas ações aí no Paraná”, retrucou o presidente do PMDB.

Minhja avó dizia que quem fala muito dá bom dia a cavalo. Requião prefere dar bom dia a cachorro. Quanto a Jucá, é isso que dá um presidente de partido servil ao presidente da República e sem moral para tomar atitudes além do xingamento de botequim.

A pressão externa dos EUA poderão ajudar a persuadir Nicolás Maduro a cancelar a Constituinte na Venezuela?

assessor de Segurança Nacional dos EUA, general H.R. McMaster, anunciou nesta segunda-feira sanções diretas contra Maduro. Todos os bens que o presidente venezuelano possa ter sob jurisdição americana serão confiscados e cidadãos americanos não podem fazer transações econômicas com Maduro.

“Ele não é só um mau líder, agora é um ditador”, disse McMaster, explicando que Maduro agora entra em um “clube exclusivo”, do qual fazem parte apenas os presidentes da Síria, Bashar Assad, da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e do Zimbábue, Robert Mugabe.

As sanções foram uma resposta dos EUA à eleição dos representantes da Constituinte promovida por Maduro para mudar a Carta Magna do país, um processo visto pela oposição e por parte da comunidade internacional como uma tentativa de consolidar uma ditadura do chavismo na Venezuela.

EUA, Argentina, Colômbia, México, União Europeia, entre outros, afirmaram que não reconhecerão o resultado da votação de domingo

Maduro respondeu no mesmo tom.

“Ou você está com Trump ou está com a Venezuela. Ou está com Trump ou com a democracia. Ou está com Trump ou está com os povos livres do mundo. Essa é a decisão: ou você está com Trump ou com o mundo livre”, respondeu Maduro às sanções do governo americano.

“São algumas decisões que expressam sua impotência, seu desespero, seu ódio. Expressam o caráter do magnata que o imperador dos EUA. Não obedeço a ordens imperiais de governos estrangeiros”, disse Maduro em um discurso transmitido por rede nacional de televisão a partir da sede do Conselho Nacional Eleitoral.

Rússia, China e o papa Francisco apoio da esquerda enfraquecida.

Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.

John Donne Meditações VII.

Neste primeiro comentário de agosto, mês do desgosto, eu podia ter falado da possibilidade do rombo fiscal, mas prefiro registrar que o corpo do bebê Arthur Cosme de Melo foi sepultado ontem. Durante o cortejo, a pequena urna branca foi carregada no colo pais do menino até uma das gavetas do Cemitério Nossa Senhora das Graças, que fica na região central do município. A música de Gabriel Pensador é o réquiem de nosso susto no Brasil de Lula, Dilma, Temer e Aécio.

SONORA Gabriel Pensador Bala perdida

https://www.youtube.com/watch?v=2huCTixW6ok

Mais conteúdo sobre:

José Nêumanne PintoDireto ao assuntoJornal EldoradoRádio EldoradoFM 107.3Haisem AbakiIbope InteligênciaMichel Temer (PMDB-SP)Presidente da RepúblicaMinistério Público Federal (MPF)Rodrigo JanotProcurador-Geral da República (PGR)Câmara dos DeputadosAutorização para Abrir Processo de Janot Contra TemerVotação em PlenárioJuiz Federal Sérgio Moro13.ª Vara Federal Criminal de Curitiba (PR)Prisão TemporáriaAldemir (Dida) BendineEx-Presidente do Banco do Brasil (BB) e da PetrobrásOperação Lava JatoFernando ReisEx-Executivo da OdebrechtOperação Cobra42.ª Fase da Operação Lava JatoSupremo Tribunal Federal (STF)Luiz Edson FachinMinistro do STFRelator da Lava JatoMarco Aurélio MelloRelator do Processo Contra AécioSenador Aécio Neves (PSDB-MG)Presidente Nacional Afastado do PSDBJoesley BatistaJBSPolícia Federal (PF)Frederico (Fred) Pacheco de MedeirosMendherson Souza LimaSenador Zezé Perrela (PSDB-MG)mensalãoPTPSDBEx-Governador de Minas Eduardo Azeredo (PSDB-MG)Senador Roberto Requião (PMDB-PR)Senador Romero Jucá (PMDB-AP)Presidente Nacional do PMDBEstados Unidos da AméricaVenezuelaNicolás MaduroPresidente da VenezuelaConstituinte da VenezuelaGeneral H. R. McMasterAssessor de Segurança Nacional dos EUABashar AssadDitador da SíriaKiim Jung-UnDitador da Coreia do NorteRobert MugabeDitador do ZimbábueDonald TrumpPresidente dos Estados UnidosHugo ChávezChavismoItamaratyMercosulUnião EuropeiaRússiaChinaPapa FranciscoMeditações VIIJohn DonnePoeta InglêsPor Quem os Sinos DobramErnest HemingwayBrasilArthur Cosme de MeloCemitério Nossa Senhora das GraçasBala PerdidaGabriel O Pensador