As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Políticos não têm mesmo pudor algum

Nesta temporada de contingenciamento de verbas orçamentárias, governo Bolsonaro concedeu aumento de 48% para partidos gastarem em teoria nas eleições, mas Oposição e Centrão ainda exigem mais

José Nêumanne

03 de setembro de 2019 | 09h48

Fundo Partidário para eleições municipais teve aumento de 48%, mas oposição e Centrão ainda articulam para aumentar ainda mais esse absurdo em plena crise. Foto: Gabriela Biló/Estadão

A introdução pelo governo de R$ 2,5 bilhões para financiar campanhas eleitorais nos municípios brasileiros em 2020 na Lei do Orçamento, a mais importante votada pelo Congresso, é uma prova cruel de insensibilidade neste momento de contingenciamento de verbas para a administração federal e, sobretudo, de muito sacrifício dos cidadãos, principalmente os desempregados. O Executivo se disse impossibilitado de negar e o Legislativo não tem o menor pudor em exigir estes bilhões todos, um aumento de 48% em relação ao ano passado, enquanto o Centrão e a oposição se articulam para aumentar essa dotação para R$ 3,7 bilhões, conforme foi aceito pelo relator e reduzido no anteprojeto enviado para a votação. Como é que essa gente ainda se jacta de representar nosso povo sofrido?

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no play:
https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/direto-ao-assunto-neumanne-030919-podcast
Assuntos para comentário da terça-feira 3 de setembro de 2019

 1 – Haisem – Que justificativas é possível encontrar para o governo incluir no Orçamento da União deste ano de 2,5 bilhões de reais e Centrão e oposição  continuarem articulando para aumentar para 3 milhões e 700 mil reais fundo público para financiar eleições municipais numa crise como a que vivemos agora

 2 – Carolina – Que explicações estão sendo dadas pelo Ministério de Educação para o corte previsto de 11 mil e 800 bolsas para pesquisa do Cades

SONORA_CORREIA 0309

 3 – Haisem – Por que Bolsonaro disse que, se for necessário, discursará na abertura da Conferência Anual das Nações Unidas como de praxe, nem que tenha de ir de cadeira de rodas para falar da Amazônia

 4 – Carolina – O que explica o fato de a Operação Lava Jato procurar 50 milhões de reais nas contas do ex-ministro da Fazenda dos governos Lula e Dilma do PT e o Banco Central só dar conta de 35 mil

 5 – Haisem – Quais são as maiores piadas deste começo da semana no noticiário político

 6 – Carolina – Que motivos levaram a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a pedir acesso ao Superior Tribunal de Justiça à investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes para apurar se há “indícios de autoria intelectual” por parte do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) Domingos Inácio Brazão

 7 – Haisem – Quem é o preferido e quem é o preterido citados no título de seu artigo da semana no Blog do Nêumanne

 8 – Carolina – Que temas você abordou na edição desta semana da série Nêumanne entrevista em seu blog com o embaixador Rubens Ricupero

Tendências: