Platitudes no dia da mulher
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Platitudes no dia da mulher

Na festa pra mulher, Temer disse platitudes, e Dilma em 2015 aproveitou o ensejo pra contar mentiras

José Nêumanne

09 Março 2017 | 09h33

Marcela Temer beija Michel após discurso na festa do dia da mulher Foto: Dida Sampaio/Estadão

Marcela Temer beija Michel após seu discurso na festa do dia da mulher no Planalto Foto: Dida Sampaio/Estadão

O mundo caiu sobre a cabeça do presidente Michel Temer porque ele cometeu a ousadia de dizer em solenidade comemorativa do Dia Internacional da Mulher, ao lado da primeira-dama, Marcela, que ninguém é mais capaz do que a mulher para “indicar desajustes nos preços do supermercado” e que ninguém é melhor para “detectar flutuações econômicas, pelo orçamento doméstico maior ou menor”. Não foi politicamente correto, mas em ocasião semelhante há dois anos, Dilma Rousseff disse: “Enquanto nos outros países havia demissões em massa, nós aqui preservamos e aumentamos o emprego e o salário”. Quem sobreviveu à crise ao governo dela hoje sabe que mentiu descaradamente.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na quinta-feira 9 de março de 2017, às 7h15m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul