As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Piada sem graça do capitão

Bolsonaro garantiu ao STF que cumpre recomendações da OMS e do MS, mas sai amiúde para passear na rua, cumprimentar devotos e ainda faz graça dizendo que foi comprar teste de gravidez em plena crise sanitária

José Nêumanne

10 de abril de 2020 | 21h03

Cercado de seguranças, sai da farmácia e, questionado sobre o que foi comprar respondeu que foi “teste de gravidez”, no importuno momento em que o País sofre. Foto: Gabriela Biló/Estadão

O presidente Jair Bolsonaro defendeu-se em ação da OAB no STF garantindo que cumpre recomendações da OMS e do Ministério da Saúde de seu governo. Mas mentiu. Na quinta-feira e na sexta-feira da Paixão saiu às ruas e abraçou e cumprimentou prosélitos, descumprindo isolamento social, de que continua falando mal. E ainda fez piada sem graça na farmácia durante crise do coronavírus.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: