As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PF e Aras sob controle

Várias páginas do Diário Oficial da União confirmam o controle de Bolsonaro sobre polícia judiciária, apesar de proibição pelo STF e Aras, procurador-geral, também atua como seu serviçal pessoal do presidente

José Nêumanne

29 de maio de 2020 | 21h49

Toffoli,Mourão e Moro foram com Bolsonaro à posse de Aras, que não constava das listas tríplices da corporação encaminhadas ao presidente, mas foi feito procurador-geral. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Nesta semana, uma enxurrada de decisões internas na PF publicadas no Diário Oficial da União puseram a polícia judiciária ao inteiro dispor do presidente Jair Bolsonaro. Idêntica é a situação do procurador-geral da República, Augusto Aras, que pode denunciar o presidente e este anunciou que pretende indicá-lo para terceira vaga no STF, embora só possa nomear dois até o fim do mandato.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.