Pazuello desafia STF e mente à CPI

Ex-ministro conseguiu direito ao silêncio, dado por Lewandowski, do STF, mas falou sem parar e contrariou ordem de só dizer a verdade em questionamentos sobre ações e omissões de terceiros

José Nêumanne

21 de maio de 2021 | 20h49

Pazuello chega sem máscara ao Senado para dizer na CPI que é a favor das restrições para evitar contágio célere do novo coronavírus: evitar contaminação por perdigotos, higiene pessoal e isolamento social. Foto? Gabriela Biló/Estadão

1 – O #ex-ministrodasaude #eduardopazuello não cumpriu a ordem do #ministrodostf #ricardolewandowski, que o autorizou a calar-se, mas mandou que falasse a verdade sobre terceiros na #cpidacovid no #senado, e o #relator #renancalheiros contou #14mentiras dele. 2 – O senador #alessandrovieira comparou-o ao carrasco nazista #adolfeichmann, cujo processo por crimes de guerra foi relatado por @hannanarendt no clássico #eichmannemjerusalem. 3 – A senadora #simonetebet fez na sessão um comovido e comovente discurso contra o general. 4 – #nandomouro fez veemente defesa do cantor sertanejo #eudardocosta, ameaçado por bolsonaristas por causa do imenso sucesso de sua canção #cuidado. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.