Para soltar Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para soltar Lula

Lewandowski dispensa qualquer laivo de pudor para anunciar ao cidadão impotente e inocente, que paga seus altos salários, que, contando com Toffoli, está na firme disposição de tirar Lula da cadeia o mais cedo possível

José Nêumanne

28 de setembro de 2018 | 12h52

Lewandowski e Toffoli dão sinais de que se dispõem a agradecer a nomeação deles a Lula, tirando-o da cadeia. Foto: André Dusek/AE

Ao pedir vistas do recurso da defesa de Lula contra decisão do STF de mantê-lo preso e ainda exigir do presidente, seu ex-colega do trio “deixa que eu solto” da Primeira Turma Dias Toffoli, que ponha em votação a mudança da jurisprudência da autorização para juiz mandar condenado em segunda instância começar a cumprir pena, Ricardo Lewandowski deixou claro a quem interessar possa que o plano de soltar o petista já está em marcha. A desfaçatez com que jogou fora qualquer laivo de pudor para cobrar do outro uma decisão que este já tinha dito que só tomaria a partir de março do ano que vem, o ex-revisor do mensalão manda avisar ao cidadão impotente que paga seus vencimentos que pouco lhe importa sua vontade.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107.3 – na sexta-feira 28 de setembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Abaixo, os assuntos do comentário da sexta-feira 28 de setembro de 2018

 

1 – Haisem – O que pretende o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski ao interromper um julgamento tido como líquido e certo, por ser virtual, com um pedido de vista para levar à discussão sobre a liberdade pedida pela defesa para Lula e, agora, ao reivindicar do presidente da Corte, Dias Toffoli, julgamento da jurisprudência da autorização para prisão em segundo instância?

 

2 – Carolina – Houve alguma surpresa ou mesmo novidade na decisão definitiva do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região Federal, de Porto Alegre, considerando inválido o habeas corpus concedido pelo plantonista Rogério Fraveto ao ex-presidente Lula da Silva?

 

3 – Haisem – Que episódio histórico lembra a informação dada no BR18 do Portal do Estadão registrando a declaração do ex-presidente do Partido dos Trabalhadores e ex-chefe da Casa Civil de Lula José Dirceu, segundo quem “é uma questão de tempo para a gente tomar o poder”?

 

4 – Carolina – O que você achou da intervenção do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, que proibiu seu companheiro de chapa, o general Hamilton Mourão, de continuar fazendo pronunciamentos em viagens pelo Brasil, depois das críticas no mínimo infelizes que ele fez ao 13.º salário e às férias remuneradas?

SONORA_MOURAO 2809

 

5 – Haisem – Que motivos teve e que conseqüências terá a decisão do Superior Tribunal de Justiça de manter a proibição de Antony Garotinho continuar disputando o governo do Estado do Rio de Janeiro, mesmo depois de ter sido condenado em segunda instância e, portanto, ficha suja, o que o torna, em teoria, inelegível?

 

6 – Carolina – Que motivos teve o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin para autorizar a Polícia Federal a fazer buscas e apreensões em imóveis do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Partido Progressista, cargo no qual foi sucedido por Paulo Maluf?

 

7 – Haisem – Que considerações você tem a fazer sobre o bilionário acordo que a Petrobrás fez com acionistas americanos para interromper um processo em que é ré na justiça dos Estados Unidos depois do turbulento escândalo de corrupção, que passou a ser chamado de petrolão?

 

8 – Carolina – Que conseqüências práticas poderá ter a decisão tomada ontem pelas Nações Unidas de pressionar o governo da Venezuela para aceitar a possibilidade de outros países prestarem ajuda humanitária à população faminta daquele nosso país vizinho?