Para só gastar o que arrecadar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para só gastar o que arrecadar

Nação sabe que teto de gastos impedirá que contas públicas desandem de vez

José Nêumanne

11 de outubro de 2016 | 09h07

Brasil ganha por 366 a 11 na votação da PEC 241 na Câmara - Foto André Dusek/Estadão

Brasil ganha por 366 a 111 na votação da PEC 241 na Câmara – Foto André Dusek/Estadão

Vitória “maiúscula” (segundo Temer) da MP 241 (que fixa teto de gastos públicos) por 366 (um a menos dos que autorizaram o Senado a processar Dilma no impeachment) a 111 contra e mais 2 abstenções na Câmara dos Deputados é uma notícia auspiciosa a favor do Brasil, mas não passa do primeiro passo de uma caminhada que deve ser árdua e longa para a recuperação da credibilidade do governo federal e o resgate da Nação da terrível crise pela qual passa agora. Deve ser comemorada, sobretudo, porque demonstra maturidade dos deputados, que refletiram a vontade da sociedade, que parece ter compreendido que o Estado só deve gastar o que consegue arrecadar.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 11 de outubro de 2016, às 7h06m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul