As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para que adiar eleições?

Ministro do STF que será presidente do TSE em agosto, Barroso, negou recurso do Podemos para adiar eleições municipais para 2022 prorrogando mandatos dos prefeitos por dois anos por causa da endemia da covid-19

José Nêumanne

20 de março de 2020 | 21h46

 

Vice-presidente do TSE, ministro Barroso, acha que é cedo demais para atender ao pedido do Podemos para adiar eleições de outubro em dois anos. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ministro do STF Luís Roberto Barroso, que será presidente do TSE em maio, recusou recurso do Podemos para adiar eleições municipais para 2022 por causa do coronavírus. Segundo ele, é cedo para tomar decisão tão grave. E tem razão. Afinal, a endemia da covid-19 é mais um pretexto para dirigentes partidários de posse de prefeituras municipais tentarem um golpe continuísta contra a vontade do povo, pois o rodízio do poder e a fixação dos mandatos são garantias invioláveis de qualquer democracia que se preze. Alega-se como sempre economia e racionalização do calendário eleitoral, balelas sem nexo nenhum, pois economia poderia ser feita com desvio do fundo eleitoral para o combate ao vírus e a coincidência de pleitos num ano só não melhora sua qualidade. 

Assuntos para comentário na sexta-feira 20 de março de 2020

 1 – Haisem – O que, na sua opinião, levou o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral, a garantir a realização das eleições municipais em outubro – elas estariam ameaçadas pela crise do Coronavírus

 2 – Carolina – O que você achou do projeto do senador Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná, e do grupo Muda Senado para destinar 20 bilhões de reais das emendas ao Orçamento para prefeitos e governadores pretendidas pelo Congresso

 3 – Haisem – Como você explica a crise com a China nesta hora dolorosa Não seria o caso de adotar o cala a boca, Magda, para Eduardo Bananinha, como diz o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e toda a família Bolsonaro para evitar danos ainda maiores

 4 – Carolina – Quais são, a seu ver, as causas de duas manifestações, uma já antiga, os panelaços contra e a favor do governo Jair Bolsonaro, e outra, inédita e positiva, de aplausos às equipes médicas que tratam da covid-19

 5 – Haisem – Dá para acreditar que, num sufoco como este, o Partido dos Trabalhadores e seus seguidores da esquerda voltem a apelar para suas “narrativas” numa situação como esta

 6 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello de derrubar a liminar do presidente da Corte, Dias Toffoli, que impediu o cumprimento de decisão do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, de permitir a atuação da Polícia Rodoviária Federal em investigações da Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: