Para Bolsonaro, covid é “frescura”

Na semana em que a covid-19 bateu recordes de mortes por dia e média de óbitos por semana, presidente tratou o assunto como "frescura" e "mimimi" e perguntou "vão ficar chorando até quando"

José Nêumanne

05 de março de 2021 | 19h44

Bolsonaro disse que é preciso “enfrentar o problema de peito aberto” e parar de “frescura” na inauguração de trecho de 172 quilômetros da ferrovia Norte-Sul entre os municípios de São Simão (GO) e Estrela DOeste (SP). Foto: Alan Santos/PR

Na semana com os piores números da pandemia no Brasil, o presidente afirmou nesta quinta-feira, 4, que é preciso “enfrentar o problema de peito aberto” e parar de “frescura”. Bolsonaro voltou a apelar para que governadores e prefeitos não adotem medidas restritivas para conter a crise sanitária. Disse ainda que gostaria de ter o poder para definir a política de enfrentamento ao vírus. Contrário a medidas de fechamento, Bolsonaro voltou a elogiar o “homem do campo” por não ter parado de produzir na pandemia. “Vocês não ficaram em casa, não se acovardaram, nós temos que enfrentar os nossos problemas, chega de frescura e de mimimi. Vão ficar chorando até quando?”, disse na inauguração de trecho da ferrovia Norte-Sul, em São Simão (GO). Isso só pode ser tática de abafar escândalo da compra da mansão pelo primogênito.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da sexta-feira 5 de março de 2021

 1 – Haisem – ‘Chega de frescura e mimimi’, diz Bolsonaro sobre pandemia. Por incrível que possa parecer, esta é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Até que ponto o presidente da República ainda pode chegar em matéria de desprezo explícito pelos cidadãos contagiados pela pandemia mais mortal dos últimos 100 anos no Brasil

2 – Carolina – País pode virar celeiro de vírus com avanço de novas variantes – É o título de uma chamada no alto da primeira página do jornal desta sexta-feira. Se essa tragédia de fato se confirmar o que aina vai ficar faltando acontecer nestes nossos tristes trópicos, hein

3 – Haisem – PEC do auxílio abre brecha para blindar verbas de militares – Este é outro título de chamada na primeira página do Estadão de hoje. O que justificaria o fato de uma emenda emergencial para proteger os mais pobres servir de pretexto para mais um privilégio de uma casta das castas

4 – Carolina – Núcleo do Ministério Público que investigou “rachadinha” no Rio é encerrado – Este é mais um título de notícia de primeira página do jornal que circula agora. Quais explicações foram dadas pelo procurador-geral de Justiça do Rio para tomar essa providência que destoa de qualquer senso de justiça que possa haver na máquina do Estado mais assolado pela corrupção no País

5 – Haisem – Dez milhões de senhas no Brasil são expostas – Este é outro título de chamada de primeira página do Estadão impresso deste último dia útil da semana. O que você tem a dizer sobre mais esta revelação de sigilo quebrado de cidadãos brasileiros por bandidos impunes

6 – Carolina – Vera Rosa: PT e Centrão se aliam para mudar Lei da Ficha Limpa – Este é o título de uma chamada de capa do Portal do Estadão na edição desta manhã. Você teve alguma surpresa nessa decisão estapafúrdia de dois pólos que se dizem opostos na política brasileira

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.