Pacheco e Lira aplicam golpe do Ato 5

Sob as ordens do capitão Bolsonaro e regidos pelo general da ABIN, Lira e Pacheco mandaram o STF às favas , como nos tempos do Ato 5 da ditadura militar, e também os escrúpulos, se é que havia

José Nêumanne

26 de novembro de 2021 | 12h09

Lira, Pacheco e Bolsonaro cantam juntos sob a regência do general Heleno a canção do AI5 à época da seleção canarinha tricampeã mundial: todos juntos vamos, pra frente Brasil, salve o acordão.

O Congresso Nacional redigiu um ato conjunto no qual afirma que não fará a divulgação dos nomes dos deputados e senadores que direcionaram verbas do orçamento secreto até agora e só abrirá informações sobre solicitações feitas daqui para a frente. O comunicado oficial das mesas diretoras da Câmara e do Senado contraria decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal, que, há 20 dias, determinou ao Executivo e ao Legislativo dar ampla publicidade sobre a distribuição das verbas secretas. A substituição do Bolsa Família, originado no Bolsa Escola  Roberto Magalhães Teixeira, o Grama, transformado por Lula em Bolsa Família, mostra como a casta política dirigente ainda segue a prática de Passarinho que instituiu o AI5 na ditadura: “às favas com os escrúpulos”. Mas com nome de esmola, adequado ao populismo contra o povo.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na sexta-feira 26 de novembro de 2021

1 – Congresso desafia Supremo e mantém em sigilo nomes do orçamento secreto – Esta é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de 26 de novembro de 2021. Em que os presidentes da Câmara e do Senado baseiam a desobediência das duas casas a uma ordem da cúpula do Judiciário

2 – Carolina – Por unanimidade, Câmara aprova Auxílio Brasil mais amplo – Este é o título de chamada no alto da primeira página do jornal desta sexta-feira. O que justifica a tomada de posição dos deputados federais a respeito do programa social para substituir o Bolsa Família

3 – Haisem – Após consolidação de vacinas, corrida agora é pelo mehor remédio anticovid – Este é o título de chamada na primeira página do Estadão de hoje. A tentativa de encontrar medicamento de cura atesta o sucesso ou o malogro da imunização contra a pandemia

4 – Carolina – Juiz condena Carlos Nuzman a 30 anos por compra de votos – Este é o título de outra chamada de primeira página do jornal do dia. O que você tem a comentar sobre a condenação em primeira instância do ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro acusado de pagar suborno para garantir sede da Olimpíada para o Rio de Janeiro

5 – Haisem – PF reabre investigação sobre facada em Bolsonaro e vai dados bancários e celular do advogado de Adélio. Este é o título de notícia publicada hoje no Blog de Fausto Macedo do Estadão que está circulando. Você acha que é o caso mesmo de voltar a investigar o atentado

6 – Carolina – Que comentário você pode fazer a respeito das escolhas do advogado pernambucano José Paulo Cavalcanti Filho para a Academia Brasileira de Letras e do romancista peruano Mário Vagas Llosa para a Academia Francesa no mesmo dia, ontem, conforme notícias publicadas no portal do Estadão em circulação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.