Os muy amigos de Battisti
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os muy amigos de Battisti

Assassino fugiu por causa de primeira liminar de Fux, do STF, e das negativas de prendê-lo do juiz Teixeira, do desembargador Lunardelli e da Sexta Turma do STJ, que não deram ouvidos ao procurador Pettengil

José Nêumanne

19 Dezembro 2018 | 11h37

Mantido solto por três instâncias da Justiça brasileira Battisti, que é uma fera, mas não é besta, fugiu de sua casa em Cananeia. Foto: Gabriela Biló/Estadão

O procurador Sílvio Pettengil Neto, do Mato Grosso do Sul, tentou convencer a Justiça Federal a prender ou por tornozeleiras no assassino italiano Cesare Battisti, mas o juiz Bruno Cézar da Cunha Teixeira, de Campo Grande, MS, e o desembargador José Lunardelli, do TRF-3, não o atenderam “por falta de provas”. Este sentenciou o terrorista a se apresentar uma vez por mês à autoridade, mas a Sexta Turma do STJ o deixou livre, leve e solto, com garantia de liminar concedida por Luiz Fux, do STF. Quando o ministro recuou, autorizou extradição, decretada por Temer, e mandou prendê-lo, o criminoso tinha fugido. Tutti buona gente!

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player

 

Assuntos do comentário da quarta-feira 19 de dezembro de 2018

1 – Haisem – Promotor avisou sobre plano de fuga de Battisti, mas juiz federal, desembargador da segunda instância e Sexta Turma do STJ, todos fiéis às diretrizes de Fux, do STF, não lhe deram a mínima atenção.

2– Carolina – CNJ aprovou sem discussão nem explicação auxílio-moradia de juízes e promotores que Fux, do STF, sempre ele, disse ter extinto.

3 – Haisem –O conselho interministerial que decidirá sobre demarcação de terras indígenas será compostos pelos ministérios de Agricultura, Agricultura, DefesaMeio Ambiente, Mulher, Família e Direitos Humanos e Gabinete de Segurança Institucional.

4 –Carolina – MP aponta favorecimento de Gleisi em esquema de compras de elogios fake na internet

5 – Haisem –Lava Jato e Petrobrás cobram 3 bilhões de reais de PSB, MDB, políticos e executivos da Queiroz Galvão

6 – Carolina –  Justiça negou habeas corpus para João Teixeira de Faria, segundo seu advogado.

7 – Haisem – Na cerimônia de diplomação, em que houve confusão, Eduardo Bolsonaro disse que há exagero no episódio Coaf-Alerj e admite desgaste

8 – Al Ain corrigiu injustiça da Copa Libertadores do River, a mais roubada de todos os tempos, mas o vexame fica