Olha o Rachid aí, gente!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Olha o Rachid aí, gente!

Relatório do Coaf sobre Alerj desvenda velha prática de parlamentares no Brasil de adicionarem a seus proventos parte de vencimentos de servidores humildes, que Janaína Paschoal descreveu com destemor

José Nêumanne

14 de dezembro de 2018 | 13h20

Janaína Paschoal expôs sem medo esquema de devolução de parte dos salários de assessores a parlamentares. Foto: Clayton de Souza/Estadão

A notícia do relatório do Coaf sobre movimentações financeiras atípicas de um ex-assessor de Flávio Bolsonaro deu oportunidade para voltar à tona um truque da velha política que, ao que tudo indica, está vivo como nunca. Chamado na gíria de Rachid, do verbo rachar, ele dá conta de partilha escusa de parte do salário acima da média de mercado pago a assessores de gabinetes com parlamentares. A deputada mais votada da História, Janaína Paschoal, contou no Twitter,detalhes sobre o truque sujo, que, p.elo visto, é multi-ideológico e pluripartidário. Se gostar deste vídeo, dê um like, inscreva-se no meu canal e clique no sininho para ser informado quando gravar e publicar os próximos; e me encontre diariamente no Blog do Nêumanne, Política, Estadão (https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/) e no meu site Estação Nêumanne (www.neumanne.estadao); de segunda a sexta feiras, às 6 horas, no Estadão Notícias no Portal do Estadão e, às 7h30m, no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 (eldorado@estadao.com.net); e esporadicamente no Estadão às 5, aqui mesmo no YouTube. Direto ao assunto. Inté. Simbora!

Para ver o vídeo no Youtube clique aqui

 

 

Tendências: