Olha o Carainho aí, gente!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Olha o Carainho aí, gente!

Votação incompleta no STF sinaliza que Fachin continua relator da delação da JBS, que fica valendo

José Nêumanne

22 de junho de 2017 | 12h19

Recado de Carainho, Geddel segundo a PF, no WhatsApp de Raquel Funaro / Reprodução

O Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – foi aberto com meu Direto ao Assunto sobre a votação iniciada ontem e a ser concluída hoje sobre a delação premiada de Joesley, da JBS, no STF. Comentei ainda as provas que Funaro, contador de Cunha, apresentou à PF contra Geddel, ex-ministro e amiguinho de Temer; a caradura de Hélio José, Temer e Putin fingindo que são contra a corrupção; as derrotas das reformas e o aniversário da megadívida da telefônica Oi. Alexandre Garcia abordou o o começo da votação no Supremo, o TCU e a Previdência ‘insustentável” e o fracasso do desarmamento. Eliane Cantanhêde contou que o STF deve decidir hoje se Fachin continua com o caso JBS – que, tecnicamente, não é da Lava Jato – e se mantém a delação da empresa, que foi a mais camarada de todas. E também revelou a irritação de Lula, que está à espera da decisão de Moro sobre o tríplex e nem foi avisado da reunião da esquerda do PT com movimentos aliados ao partido  A reunião teria sido, segundo Catia Seabra, da Folha, para tratar de um novo partido. Sônia Racy relatou negócios escusos da JBS. E o assunto de Marília Ruiz foi a punição da FIFA ao grito idiota de “bicha” pelas torcidas nos estádios.

Para ouvir clique aqui

 

Tendências: